Início do conteúdo

Aluna conquista primeiro lugar em Desafio de Gastronomia

Bárbara Oliveira, estudante de Gastronomia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), conquistou primeiro lugar no segundo Desafio de Gastronomia, promovido pela UniRitter em parceria com a Nestlé Professional. Ela desenvolveu uma receita de profiteróle craquelim, que conquistou os jurados levando em consideração critérios como cenário e apresentação do prato.

Bárbara ingressou no Curso de Gastronomia da UFPel em 2017 e conta que se viu frente a uma mudança de rotina e desafios na pandemia, que incluíam a adaptação ao ensino remoto, fé, autodescobrimento e transformação. Em novembro, testou positivo para o Covid-19, mas não se abalou. “Nos 19 dias em que fiquei isolada, decidi colocar em dia as coisas em que minha rotina não permitia a excelência e mesmo que jamais tenha sido nota dez na faculdade, me cobrei para aprender o máximo que me fosse possível”, conta. Foi quando soube do concurso promovido pela UniRitter.

De acordo com ela, sem dinheiro, sem muitos materiais e sem trabalhar todo esse tempo, o que lhe cabia era fazer, com o que tinha, o seu melhor. “Usei os últimos ovos e a última manteiga. Não deixem de fazer o seu melhor pelas circunstâncias”, motiva.

Ela elaborou uma receita de profiteróle craquelim recheado de creme de nozes, acompanhado de um macarron recheado com um delicado creme de café, arabesco de chocolate, quenelle de mousse de chocolate, esferas de café, caramelo salgado e um toque com o sabor de uma flor comestível, a capuchinha.

“Sabem o que é tudo à sua volta ir contra você e tudo, mas tudo te levar a desistir? Assim as circunstâncias estavam para mim e eu decidi confiar. Deus me capacitou e colocou anjos para me guiar. Minhas professoras me incentivaram todo tempo”, afirma.

Como prêmio, Bárbara conquistou uma bolsa 100% para o curso semipresencial de Gastronomia e um prêmio especial da Nestlé – dólmã personalizada, faca e fuet. No entanto, a chef conta que vai continuar seus estudos na UFPel. “Porque foi lá que tudo começou e minhas raízes gastronômicas cresceram, e sou grata que hoje poderei vir a retribuir com tudo de melhor que fizeram por mim. E sim, independemente do tempo que passar, vou me formar na UFPel com muito orgulho de todo o processo, da profissional que me tornei e de tudo que a faculdade me proporcionou. Me sinto honrada por fazer parte desta família”.

Vivência que motiva

Bárbara conta que sua trajetória foi permeada pela fé e pelo apoio de seus professores. Mesmo durante o contágio, quando ficou cinco dias sem paladar, todos os dias diz ter agradecido porque pôde se dedicar ao que ama fazer e ao que sabe fazer de melhor. “Isso me fortaleceu a cada instante. Quando voltou meu paladar, consegui fazer alguns trabalhos de criação que na ausência do paladar não pude concluir”, conta.

Apesar dos desafios e receios de quando ingressou no curso de Gastronomia, ela diz que focada no resultado não teve medo do processo. “Hoje posso dizer que Deus colocou anjos em meu percurso, que muitas vezes choraram, brigaram, me incentivaram e jamais me deixaram desistir por mais difícil que parecesse: os meus professores. Tenha anjos que te guiem e um círculo de amizades que sejam verdadeiro contigo e que te lance para frente independemente das circunstâncias, que te digam, ‘estou contigo’ e ‘conta comigo’. Quando tem uma cobrança é porque eles sabem que podem extrair o que há de melhor em você, e acredite, eles conseguem”, afirmou.

De acordo com ela, todo seu trajeto de busca por conhecimento fez com que se apaixonasse pelos alimentos e pelas pessoas. “Ame o que você faz e isso jamais será um sacrifício. Estudem incansavelmente e valorizem os momentos e as pedras do caminho: elas te amadurecem e te permitem um aprendizado que você leva para toda a vida. A educação muda o mundo e a trajetória de muitos e muitas. Como não a valorizar?”.

O coordenador do curso de Gastronomia da UFPel, professor Valdecir Ferri, conta que a premiação de Bárbara é motivo de orgulho. “São estas conquistas que nos dão a certeza que nosso esforço em oferecer um ensino qualificado não é em vão”, disse. Assim, conta, docentes e técnicos do curso ficam motivados em continuar se esmerando para que possam transmitir seus saberes da melhor maneira possível, “preparando egressos com possibilidades de realizarem seus sonhos e preparados para grandes conquistas de distinção num mercado de trabalho cada vez mais competitivo e exigente”, afirma.

Publicado em 16/12/2020, em Destaque, Notícias. Marcado com as tags Faculdade de Nutrição, gastronomia, Prêmio.