Início do conteúdo

Evandro Piva e Fábio Lima assumem a direção da Odontologia

Com o mote “Cooperar, Fortalecer e Inovar”, os professores Evandro Piva e Fábio Garcia Lima assumiram, nesta segunda-feira (18), como diretor e vice-diretor, respectivamente, da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Os docentes estarão à frente da Unidade nos próximos quatro anos, quando dedicarão o trabalho especialmente a três eixos: acadêmico, administrativo e impacto social e visibilidade. Deixaram os cargos a professora Adriana Etges e Luís Eduardo Rilling da Nova Cruz, então diretora e vice-diretor.

Ao assumir a liderança da Odontologia, Piva destacou a intenção de dar continuidade ao que vem sendo feito e avançar principalmente em questões como a reforma curricular e, ainda que em cenário de recursos limitados, a busca pela qualificação do processo de ensino-aprendizagem com uso de ferramentas virtuais e outros recursos de infraestrutura que correspondam à prática contemporânea de ensino odontológico.

Fundamental no serviço de média e alta complexidade do Sistema Único de Saúde (SUS) da região, a Odontologia da UFPel atende a população que mais necessita e é referência nesse serviço. Um dos avanços previstos para a nova direção é contratualizar o atendimento com outras Prefeituras da Zona Sul, a exemplo do que ocorre com o município de Pelotas.

Fortalecer o ensino de pós-graduação, dar suporte a técnicas inovadoras e procedimentos avançados, otimização de processos, redução de custos e tempo de espera, busca pela eficiência e utilização de softwares de gerenciamento, dentro da lógica da sustentabilidade, também estão no foco da nova direção. São iniciativas que devem impactar alunos, servidores e pacientes. “Queremos praticar o que se ensina, mensurar para poder dimensionar, planejar e agir, e consolidar a faculdade de finalidade pública”, observaram em seu compromisso de gestão.

Atualmente, a Faculdade de Odontologia tem 68 professores, cerca de 50 técnico-administrativos, em torno de 460 alunos de graduação e cem de pós-graduação, além de dez em residência.

Avanços
Encerrando quatro anos à frente da Odontologia – tendo ainda outros quatro como vice na gestão anterior -, a professora Adriana Etges ressaltou que a experiência na direção oportuniza o conhecimento da complexidade da Unidade e da própria Universidade. Como Faculdade que possui ensino, pesquisa e amplo atendimento à comunidade, demanda grande suporte administrativo e estrutural para o desenvolvimento qualificado de suas atividades – o que acaba sendo condicionado a planejamentos e demandas da UFPel como um todo. “Temos a sensação do dever cumprido. Procuramos sempre fazer o que estava ao nosso alcance”, disse, mencionando avanços como a implementação dos equipamentos do Laboratório de Pré-Clínica, que ficou completo com o funcionamento de simuladores e autoclave.

Ainda junto às melhorias estão a elaboração do Plano de Gerenciamento de Resíduos da Unidade e a qualificação da contratualização com a Prefeitura de Pelotas nos procedimentos de saúde bucal – que além da avaliação numérica de procedimentos passou a contar com indicadores qualitativos. A então diretora pontuou também a respeito da redução do número de alunos que ocorreu ao final de 2016, visto que, com o Plano de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), o volume de estudantes cresceu sem a contrapartida estrutural de laboratórios e clínicas que permitissem a formação ideal desses acadêmicos. A partir de um dossiê fundamentado, que mostrou esse impacto, se reduziu de 132 para 98 o número de ingressantes que, no entanto, pode voltar a ser ampliado no caso de qualificação estrutural.

Publicado em 20/03/2019, em Destaque, Notícias. Marcado com as tags Faculdade de Odontologia, Gestão, Odontologia.