Início do conteúdo

“Crítica Parcial” será lançado na Fenadoce com bate-papo e sessão de autógrafos

O autor Ronald Augusto fará o lançamento da obra “Crítica Parcial” nesta quinta-feira (16), dentro da programação da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) na Fenadoce 2022. Às 14h, no Auditório 2 da Feira, o autor realiza um bate-papo sobre a obra. O encontro é aberto à comunidade que estiver visitando o evento e terá mediação da professora Eleonora Santos, da equipe da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Prec). Na sequência, das 16h às 18h, o autor faz sessão de autógrafos no estande da UFPel.

De acordo com Eleonora, o lançamento da obra ganha apoio da UFPel, por meio da Prec, pela competência reconhecida do autor mas, sobretudo, pela forma como defende a parcialidade na crítica e, neste contexto, apresenta reflexões sobre antirracismo e branquitude, temas necessários e inegociáveis à UFPel que vêm incrementando discussões no sentido de avançar na direção de superar as mazelas vividas até o momento.

Na terça-feira (14), às 19h, Ronald estará no Centro de Artes da UFPel, na atividade “Crítica Parcial em Palavra-Canto”, promovida pelo Núcleo da Canção da UFPel com mediação do professor Leandro Maia. A atividade é aberta ao público, mas também será transmitida pela página do Núcleo de Música Popular da UFPel, pelo Facebook.

Sobre o autor e a obra
O escritor e crítico literário Ronald Augusto lança “Crítica Parcial” (Ed. Ogum’s), seu terceiro livro teórico. Com quase 40 anos de carreira e mais de 15 livros publicados por diversas editoras, Ronald Augusto traz na sua escrita teórica a assertividade com qual ficou conhecido em seus cursos sobre o fazer literário. Contendo um pouco mais de 200 páginas, “Crítica Parcial”, além dos ensaios e de algumas entrevistas concedidas por ele “ao longo dos anos” (como confessa na abertura do livro), inclui também alguns caligramas de sua autoria, presenteando o leitor e lembrando que o poeta divide morada com o crítico.

Nos dias atuais, onde tudo passa por uma lente de aumento e por muito pouco se é cancelado nas redes sociais, exercitar a crítica é um ato de coragem. Filósofo por formação, Ronald Augusto fala que a importância da crítica para o campo da criação é o de confrontar juízos de valor no sentido em que nenhum nome ou criação nesse campo deve ocupar um lugar de consagração absoluta.

Em tempos de Fake News e fundamentalismos sagrados e consagrados, “Crítica Parcial” dá nome aos bois, às vacas e a qualquer outro bichano que aparecer. Mais uma vez, Ronald Augusto ressalta que seu dever é com o texto e segue coerente fora da imparcialidade.

Mais informações no site da Editora Ogum’s, onde a obra pode ser adquirida.