Início do conteúdo

Programação da semana no Cine UFPel

Quinta (26) – 19h

Mostra especial: curtas da UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia)

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 16 ANOS

Com o objetivo de mostrar o que está e como está acontecendo a produção audiovisual universitária pelo país, o Cine UFPel traz uma mostra especial com curtas da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

O Curso de Cinema e Audiovisual da UFRB fica no campus da cidade de Cachoeira, sede do Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL). Com sua criação em 2008, o curso tem como ênfase o Documentário, e procura, através dele, fomentar essa parte do mercado audiovisual no país, responder as demandas sociais e culturais do Recôncavo Baiano e integrar a comunidade ao ambiente social e artístico da região.

O curso tem formação teórica, reflexiva e prática, tendo em seu currículo disciplinas como, Sociologia Geral, História da Arte Moderna e Contemporânea, Fundamentos da Filosofia, Teorias da Comunicação, dentre outras, além de matérias práticas, como Fotografia e Iluminação, Sonorização, Montagem e Edição, que são divididas ao longo dos períodos. A partir do segundo semestre os alunos tem Oficina Orientadas de Audiovisual, onde são produzido produtos audiovisuais. Apesar de privilegiar o documentário, o curso apresenta produtos do gênero ficção e experimental, e também animações.

Serão exibidos os curtas:

— FICÇÃO

Materno 

Sinopse: Marta tem que cuidar de seu filho em estado vegetativo ao mesmo tempo que lida com as incertezas e transformações da sua nova gestação.

Dir. Alequine Sampaio

17min25

No seu ou no meu 

Adaptação do conto “O Lixo”, de Luis Fernando Veríssimo

Dir. Keu Andrade

07min02

Inferno

Dir. João Marciano e Jorge Bonny

10min25

Maria

Dir. Érica Sansil

01min

–EXPERIMENTAL

Quando rosa virou azul

Sinospse: Quando o mar se inundou de rosa, sentiu-se amar. Quando rosa inundou-se de mar, tornou-se azul

Por: Raí Gandra, Maíra Conde, Wendell Coelho, Rudyally Kony, Jéssica Santos e Ricardo Saráchaga

7min32

Parassonia

Dir. João Marciano Neto

5min56

Leis

01min41

–DOCUMENTÁRIO

Lápis de Cor

O documentário aborda a representação racial no universo infantil e a maneira como o padrão de beleza eurocêntrico afeta a auto-imagem e auto-estima de crianças negras, revelando a ação silenciosa do racismo. Lápis de cor faz referência a uma cor de lápis, conhecida como “cor de pele”, que, na verdade, é de tonalidade bege. É essa cor que as crianças utilizam para representar a si mesmas e as pessoas do seu convívio, compondo, nos desenhos, um fenótipo de pessoas brancas – olhos claros, cabelos louros e pele bege – mesmo quando são negras as pessoas representadas.

Dir. Larissa Santos Andrade

15min

Repúblico

Sinopse: No bate-papo as relações privadas são reconfiguradas nesse espaço também público

Um filme de Jefferson Parreira, Keu Andrade e Raquel Vasconcelos

16min19

Ana

Sinospse: Ana se move em uma poética que toca as inquietações do corpo, das relações de gênero e da família. Veste-se dos relatos de cinco irmãs criadas no recôncavo da Bahia entre as décadas 1960-1980 e da educação dada por sua mãe; minha avó, professora e psico maníaca depressiva. Indícios, fragmentos de vida que me compõem. Histórias familiares, especialmente as que identifico-me enquanto mulher. A memória é um instrumento de ficção.

Dir. Camila Camila

20min43

 

Sexta (27) – 19h //

Estreia TARJA BRANCA

A partir dos depoimentos de adultos de gerações, origens e profissões diferentes, o documentário discorre sobre a pluralidade do ato de brincar, e como o homem pode se relacionar com a criança que mora dentro dele. Por meio de reflexões, o filme mostra as diferentes formas de como a brincadeira, ação tão primordial à natureza humana, pode estar interligada com o comportamento do homem contemporâneo e seu “espírito lúdico”.

(Doc, Longa-metragem, 1h20, cor, 2014)

Direção: Cacau Rhoden

Produção: Maria Farinha Filmes

Distribuição: Vitrine Filmes

RIO DE JANEIRO

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: LIVRE

 

CURTA:

Podados

Sinopse: Uma garota que tenta descobrir uma nova cor.

(Ficção, Curta-metragem, 15min, cor, 2015)

Direção: Huli Balász

Uma produção do Curso de Cinema e Audiovisual da UFPel

Publicado em 24/11/2015, em Agenda, Eventos Culturais.