Início do conteúdo

HE terá ações relativas ao Dia Mundial da Doação de Leite Humano

O Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel) conta com um Posto de Coleta de Leite Humano, o qual é vinculado tecnicamente ao Banco de Leite Humano do Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. da Universidade Federal do Rio Grande (HU FURG). Este serviço está ligado ao setor de Apoio Diagnóstico e Terapêutico – Unidade de Nutrição Clínica. O Posto de Coleta de Leite Humano funciona diariamente, 24 horas, sendo responsável por ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, além de atividades de coleta da produção lática da nutriz.

No dia 19 de maio é celebrado o Dia Mundial de Doação de Leite Humano. Este ano tem como slogan “Doação de leite humano: gotas de amor para um mundo melhor”. É uma iniciativa para a proteção e promoção do aleitamento materno, voltada para a sensibilização da sociedade sobre a importância da doação de leite humano. Os objetivos da celebração são estimular a doação de leite materno, promover debates sobre a importância do aleitamento materno e da doação de leite humano, divulgar os bancos de leite humano nos estados e municípios brasileiros.

Em alusão à data, a enfermeira do aleitamento materno Caroline Vargas Ribeiro e a nutricionista responsável técnica do Posto de Coleta de Leite Humano, Maria Verónica Márquez Costa, junto aos docentes e acadêmicos da Faculdade de Enfermagem da UFPel, organizaram atividades para sensibilizar sobre a importância do aleitamento materno. Foi decorada a porta de acesso ao Posto de Coleta de Leite Humano com um laço dourado que simboliza a amamentação, frase referenciando à data celebrada e com fotos de mães e bebês que estiveram hospitalizados no HE. Será entregue às gestantes e lactantes folders informativos acompanhados de um presente. Além disso, com o objetivo de garantir a qualidade da assistência referente ao aleitamento materno e padronização de condutas, foram organizadas capacitações com a equipe que atua em conjunto com o Posto de Coleta de Leite Humano sobre a “Política de Aleitamento Materno do HE”, “Manejo de complicações associadas à amamentação” e “Rotinas do Posto de Coleta de Leite Humano”.

A enfermeira do aleitamento materno Caroline Ribeiro, ressalta a importância do conhecimento dos profissionais de saúde sobre a amamentação. “Os profissionais de saúde têm papel fundamental na promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno e devem possuir além de conhecimento e habilidades relacionados a aspectos técnicos da lactação, um olhar atento, levando em consideração os aspectos emocionais, culturais, a rede de apoio à mulher, entre outras particularidades”, destacou ela.

A nutricionista Verónica Márquez destaca que a alimentação com leite materno sempre deve ser priorizada. “Se por algum motivo o bebê for separado da mãe e estiver impossibilitado de sugar no seio da mãe, esta deve ser incentivada e orientada a iniciar a ordenha do leite, preferencialmente no período de 6 horas após o parto, e manter esta ordenha regular para manutenção da produção de leite”, detalhou ela.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o leite materno é o único alimento que deve ser oferecido ao bebê até os seis meses de idade e deve ser mantido até os dois anos ou mais. O leite materno é um alimento fundamental para o crescimento e desenvolvimento saudável das crianças. Para os recém-nascidos, principalmente os pré-termos e de baixo peso, torna-se ainda mais importante essa recomendação, sendo considerada a principal medida para a redução da mortalidade infantil. Os Bancos de Leite Humano e os Postos de Coleta de Leite Humano oportunizam que estes recém-nascidos recebam o leite humano quando as mães não podem amamentar os seus filhos diretamente no seio.

Publicado em 19/05/2022, em Notícias. Marcado com as tags Hospital Escola.