Início do conteúdo

Médico formado na UFPel acompanha Seleção Brasileira de Atletismo nas Olimpíadas

Guerreiro (ao centro) com a equipe de revezamento 4×100 campeã mundial e pan-americana

O médico pelotense André Guerreiro, formado pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), é o responsável por chefiar a equipe médica da Seleção Brasileira de Atletismo que participa dos Jogos Olímpicos de Tóquio. O evento inicia na próxima semana.

Guerreiro é ortopedista especializado na área esportiva e em cirurgia de joelho e é médico da Confederação Brasileira de Atletismo há 15 anos. Tem larga experiência em eventos esportivos. Participou de diversas competições, como Sul-Americano, Mundiais, Jogos Pan-Americanos e Ibero-Americano. Para ser convocado ao posto, o profissional precisa ser especialista na área esportiva e possuir experiência no currículo.

Esta é a segunda Olimpíada de que participa: na primeira ocasião, foi ao evento como médico responsável pela arena de tênis, e cuidou da saúde de tenistas renomados, como Nadal e Murray. “Atuar numa Olimpíada é o sonho e o topo da carreira de um médico que milita na área esportiva”, celebra.

Para Tóquio, a equipe de saúde da Seleção de Atletismo conta ainda com dois fisioterapeutas e toda a estrutura para diagnóstico e tratamento. Segundo Guerreiro, a expectativa é muito grande, já que se trata da maior e melhor competição esportiva do mundo. “Mas, em tempos de pandemia, estamos ansiosos para ver como será o desfecho em Tóquio”, conta. De acordo com o médico, nesse cenário a função médica fica ainda mais em evidência para os cuidados protetivos contra a Covid-19.

Guerreiro se formou em Medicina pela UFPel em dezembro de 1996. “A Leiga foi responsável pela minha formação. Levo a UFPel sempre no meu coração”, disse.

Delegação

Equipe olímpica de atletismo embarca para Tóquio (Foto: Wagner Carmo/CBAt)

Boa parte da delegação brasileira de atletismo embarcou para o Japão no início da noite desta sexta-feira (16). A equipe segue para Saitama, onde será realizada a última fase de preparação e aclimatação. Os atletas contarão com uma pista pública já reservada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), responsável pela participação da equipe no evento, adiado de 2020 para 2021 por causa da pandemia global da COVID-19.

No total, são 54 atletas convocados, além de treinadores e equipe médica.

*Com informações da Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Atletismo

 

Publicado em 17/07/2021, em Destaque, Notícias. Marcado com as tags egressos, esporte, Faculdade de Medicina, Medicina.