Início do conteúdo

Exposição coletiva Sobras do Cotidiano II

Nesta terça-feira, dia 19 de novembro, às 18h30, ocorrerá a abertura da exposição coletiva Sobras do Cotidiano II: Deslocar, Re(ver) e Transformar.
Contará com a participação de 14 artistas expositores, sendo estes professores da
UFPel e alunos dos cursos de Bacharelado e Mestrado em Artes Visuais do Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). A mostra ocorrerá na Garagem Experimental(Casa da Alice), localizada na Rua Andrade Neves, 1092, Centro, Pelotas/RS, entre as Ruas Dom Pedro e Três de Maio.
Sobras do Cotidiano II: Deslocar, Re(ver) e Transformar é a segunda exposição coletiva do projeto de pesquisa Sobras do Cotidiano e Contextos dx Artista em Deslocamento (CA/UFPel) coordenada pela professora Alice Monsell do Centro de Artes da UFPel. O tema aborda, dentro de uma produção em poéticas visuais, as questões ligadas ao deslocamento na cidade e meio ambiente, à subjetividade humana e seus contextos sociais, geográficos e políticos no parâmetro local, da região de Pelotas. A proposta da exposição tem objetivo de promover o uso de materiais “recicláveis” e “reaproveitados” nas construções e suportes, cultivando a percepção ecológica, a reflexão crítica em torno do consumismo e das práticas do cotidiano.
A mostra apresenta a produção artística do ano de 2019 do projeto de pesquisa “Sobras do Cotidiano” do Grupo de Pesquisa DeslOCC: deslocamentos, Observâncias e Cartografias Contemporâneas (CNPq/UFPel).

A equipe curatorial inclui mestrandos em Artes Visuais Mara Nunes e Thiago Ligabue e alunos do Bacharelado em Artes Visuais do Centro de Artes Eduardo Toledo (bolsista PIBIC/CNPq/UFPel), Raquel Betun (bolsista PIBIP-AF/UFPel) e Vivian Parastchuk. E tem como artistas expositores: Alice Monsell, Bella Kacelnikas, Diego Bötefür, Duda Gonçalves, Eduardo Toledo, Grazi CB, Gustavo de Campos, Helene Sacco, Mara Nunes, Raquel Betun, Rogger Bandeira, Thiago Ligabue, Vivian Parastchuk e William Alexsander.

A exposição também apresenta trabalhos artísticos realizados por crianças e jovens entre 5 e 15 anos que participam das Oficinas de Reaproveitamento Artístico de Materiais, do projeto de extensão Contextos de Atuação do Artista (CA/UFPel) realizadas semanalmente no Instituto Hélio D’Angola localizado no Quadrado e nas escolas da rede municipal e estadual em Pelotas, RS, em eventos coordenados pelo Pet Artes Visuais (CA/UFPel) e pelo grupo de pesquisa CocTec/UFPel.

A visitação pode ser feita de segunda-feira à sexta-feira, em horários específicos: de segunda-feira à quarta-feira das 10h às 12h e das 17h às 19h; nas quintas-feiras e sextas-feiras o horário é estendido, das 10h às
12h e das 14h às 19h com o período de visitação até o dia 19 de dezembro de 2019.
Publicado em 18/11/2019, em Notícias. Marcado com as tags Exposição.