Início do conteúdo

O Orçamento Participativo da UFPel terá diferentes meios de consulta à comunidade acadêmica

Em reunião ocorrida dia 8 de julho de 2019, o Comitê Articulador do Conselho de Planejamento da UFPel aprovou por unanimidade um método de consulta pública para o Orçamento Participativo da UFPel, versão 2020.

A proposta de OP encaminhada pela Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento prevê o investimento de até R$ 1,2 milhão dos recursos próprios da Universidade em ações definidas de forma participativa, a serem realizadas no ano de 2020.

Tendo como base a análise de orçamentos participativos implantados em outras universidades públicas brasileiras, projetos voltados ao ambiente universitário e, principalmente, as especificidades da proposta apresentada na UFPel, os conselheiros e conselheiras eleitos para o Comitê Articulador elaboraram um processo que permitirá diferentes formas de participação em diferentes etapas e escalas, sem deixar de levar em conta os cinco eixos temáticos do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da UFPel.

Os eixos do PDI são Gestão Institucional; Gestão Acadêmica; Gestão de Pessoas; Assistência Estudantil e Infraestrutura. Para cada um deles será aberto um Grupo Temático específico no qual as pessoas interessadas e também alunos, professores e técnicos sorteados definirão de 3 a 5 ações prioritárias para cada tema. Eventualmente, até três pessoas de fora da Universidade podem ser convidadas a integrar esses Grupos, como prevê a Resolução 10/2018 do CONSUN, e cada grupo terá um prazo pré-definido para definir as ações.

Terminada esta primeira etapa de consulta em grupos, todas as ações prioritárias serão apresentadas em audiência pública e, em seguida, serão analisadas pelo próprio Comitê Articulador que terá a função de definir as ações que são de maior prioridade, dentre todas as apresentadas.

A terceira e mais importante etapa do processo consiste em reunir as ações definidas como de maior prioridade e submetê-las à apreciação de toda a comunidade acadêmica da UFPel. Isso se dará por meio eletrônico, a exemplo do processo eleitoral realizado recentemente pelo COPLAN.

Nas três etapas desse processo serão priorizadas ações estratégicas que atendam as demandas de uma ou mais unidades acadêmicas, envolvam mais de uma categoria (discente, docente e técnico-administrativos em educação) ou impactem uma ou mais zonas em que a Universidade se situa.

Publicado em 19/07/2019, em Notícias.