Início do conteúdo

Curso apresenta estratégias para mediação em leitura literária

Leitura é apaixonamento. E esse estado de paixão – que acompanhará um ávido leitor por toda sua vida – em geral é semeado na infância. Para capacitar pessoas nessa nobre missão de encantar leitores, a Faculdade de Educação da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) realiza o curso “Mediadores em Leitura Literária”. Em sua terceira edição, a formação tem a intenção de apresentar aos participantes uma metodologia de leitura para gerar nas crianças – e, por que não, em outras faixas etárias – uma verdadeira “explosão de ideias”.

O curso começou nesta segunda-feira (30) e deverá ocorrer nas duas próximas manhãs, na biblioteca da Escola Estadual de Ensino Fundamental Fernando Treptow, no Fragata. São 44 participantes, entre estudantes de graduação e pós-graduação em Letras e Pedagogia, professores da rede pública e outros interessados no tema.

Esta é a primeira edição do curso que aborda escritores não necessariamente do universo infantil – que muitas vezes estão mais próximos dos participantes. Com a temática Escritores de Além Mar, os escolhidos foram José Saramago, Varlam Chalamov, Nikolai Gogol, o poeta turco Nâzým Hikmet e a poetisa tcheca Wislawa Chemborska.

Segundo a coordenadora do curso, professora Cristina Rosa, o foco da atividade não é o texto propriamente dito, mas a mediação. “Queremos evidenciar o vínculo entre o leitor que eu já sou com um escritor que escreve palavras que me emocionam”, explica. Além de Cristina, o conteúdo é apresentado pela mestre em Literatura Beatriz da Rosa Pereira e pelo mestrando em Antropologia Guillermo Gómez.

A estudante de Pedagogia Érica Leopoldo participa pela terceira vez do curso e garante que a motivação é o amor pela literatura e a intenção em estar próxima das técnicas para “fisgar” novos leitores. “Às vezes, a criança não tem acesso à literatura em casa e o primeiro contato vai ser com o professor. Vai ser o início para que alguém goste de ler”, disse.

Para a acadêmica de Letras Português-Inglês Roselaine Lima, o curso é uma forma de vencer a timidez para contar histórias. Afinal, uma coisa é ler para si – outra bem diferente é ser leitor para outras pessoas. “Integrar a leitura com o ouvinte, principalmente a criança, é fundamental. É um trabalho fascinante”, pontuou.

Conforme a coordenadora, o curso surgiu pela demanda que percebia de pessoas que gostariam de aprender a metodologia de leitura que costuma aplicar. Segundo ela, nenhum contador de histórias se faz sem um bom texto. Trata-se de aliar experiência a um texto encantador e uma apresentação envolvente. “O primeiro contato com o texto é pela emoção. A aproximação é feita pelo prazer de ouvir”, destaca. Só depois vem o conhecimento crítico, informações sobre o autor e outros dados que darão suporte a esse contato.

Encerramento
O último dia do curso será no dia 16 de fevereiro, às 19h, na Livraria Vanguarda do Shopping Pelotas, quando serão lidos dois contos de autoria da própria professora Cristina. Os textos fazem parte do livro “Contos para Ler a Três”, lançado no final de 2016.

Publicado em 30/01/2017, em Destaque, Notícias.