Início do conteúdo

Reitoria da UFPel recebe Relatório de Gestão do Hospital Escola

dsc_0365A Reitoria da UFPel recebeu, nesta segunda-feira (26), o Relatório de Gestão do Hospital Escola – Quadriênio 2013-2016. A entrega foi realizada pela superintendente do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas, filial da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Julieta Carriconde Fripp.

O Relatório de Gestão do quadriênio 2013-2016 do Hospital Escola tem como objetivo apresentar as ações desenvolvidas, os resultados obtidos e os desafios futuros das unidades, setores, divisões, gerência e superintendência do hospital. “O relatório foi produzido para mostrar a grande transformação que o hospital passou, antes da Ebserh e também depois da assinatura do contrato com a Ebserh”, destacou a superintendente do HE.

O documento foi produzido alinhado com as normativas da Ebserh e, especialmente, para dar transparência às ações da Governança do hospital. São ações e resultados que refletem importantes esforços de aprimoramento na gestão do HE, desde a estruturação das condições de recursos físicos, humanos, materiais e financeiros, necessárias para a operacionalização das ações planejadas, bem como o esforço de qualificar a gestão, por meio da construção coletiva de saberes e práticas que permitam alcançar as mudanças necessárias e os desafios futuros para alcance da sustentabilidade e qualidade dos serviços prestados pelo hospital.

“A importância de disponibilizar este relatório consiste não apenas no cumprimento do dever de prestar contas, mas na possibilidade de apresentar à sociedade os resultados de nossa atuação, de forma objetiva e transparente”, comentou Julieta. O documento também estará disponível aos colaboradores do hospital via intranet.

CONTEXTO

O HE evoluiu muito nos últimos quatro anos. Com uma gestão com cerca de 50 chefias, teve elevação na qualidade do serviço prestado em suas áreas assistenciais, administrativo-financeiras e de ensino. Era um hospital de pequeno porte com 112 leitos e, atualmente, está passando para 200 leitos, o que o torna de médio porte. Reverteu seus processos de compra passando a licitar mais de 70% dos insumos e bens, por exemplo. “Isso foi uma construção coletiva, qualificamos nossos processos sob a ótica pública e agora apresentamos o que mudou, com relação a estrutura, processo e resultado, além dos desafios futuros”, contou a superintendente.

Confira na íntegra o Relatório de Gestão no arquivo relatorio-gestao.

Salvar

Publicado em 26/12/2016, em Notícias.