Início do conteúdo

Simpósio de Gênero e Diversidade teve mesa de abertura, na noite desta quarta (18)

DSC_2766DSC_2729Promovido pelo Observatório de Gênero e Diversidade e pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da UFPel, está sendo realizado até esta sexta-feira (20), em Pelotas, o I Simpósio de Gênero e Diversidade: Debatendo Identidades. Desde a quarta-feira (18), ocorrem grupos de trabalho e são apresentados trabalhos acadêmicos. A mesa redonda de abertura foi realizada na noite desta quarta-feira, no Salão de Atos da Faculdade de Direito.

A mesa de debates, que teve a mediação do professor da Furg Renato Duro Dias, ficou a cargo dos professores e pesquisadores Nancy Cardoso, com vasta atuação nas áreas de teologia, filosofia, história e relações de gênero, especialmente no campo, e Rogério Diniz Junqueira, do Inep e que tem nas questões de gênero um dos seus principais campos de trabalho. A escritora Clara Averbuck, anunciada para ser uma das debatedoras da sessão de abertura, não pode vir a Pelotas por motivos pessoais.

O reitor Mauro Del Pino e a pró-reitora de Extensão e Cultura da UFPel, Denise Bussoletti, estiveram presentes no evento, assistindo a parte dos debates da mesa.

Por proposição do professor Renato Duro Dias, foi apresentada e aprovada uma Nota de Repúdio contra a extinção do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial, da Juventude e dos Direitos Humanos.

O Simpósio tem o objetivo de fortalecer um espaço amplo de intercâmbio onde investigadores, estudantes, ativistas, militantes e demais profissionais, assim como a população interessada no tema, possam se aproximar e dialogar experiências com o intuito de fortalecer a luta pelos direitos das mulheres e demais identidades sexuais e de gênero.

Na abertura do Simpósio, a coordenadora do Observatório, professora Márcia Alves da Silva, fez um breve relato de como surgiu o Observatório, em 2014, e sobre o grupo que o constituiu. Ressaltou que o trabalho une ensino, pesquisa e extensão, sempre em sintonia com os movimentos sociais e grupos da sociedade civil, inclusive com os de dentro da Universidade. “Nossas ações são elaboradas pensando também no desenvolvimento de políticas públicas”, ressaltou.

Confira a programação do evento em http://wp.ufpel.edu.br/observatorio/simposio-de-genero-e-diversidade/programacao/ .

Sobre o Observatório

A proposta da criação de um Observatório de Gênero e Diversidade na UFPel surgiu em janeiro de 2014, como uma iniciativa da Pró Reitoria de Extensão e Cultura da UFPel, com o intuito de formar um espaço de aproximação de pesquisadores/as da própria instituição e de diversas áreas do conhecimento que atuam na temática, a partir de demandas da comunidade externa à UFPel.

O objetivo é fortalecer as atuações da UFPel neste âmbito, mas também de incentivar ações em parceria com outras instituições governamentais e não governamentais, ampliando a Rede na cidade e região.

A proposta é interdisciplinar e se estende para além dos limites da Universidade Federal de Pelotas, ancorando-se na necessidade de criação de um núcleo que congregue informações, grupos e organizações já existentes e ações a serem desenvolvidas referentes a gênero e diversidade.

Objetivos específicos

Criar e manter uma plataforma online de acesso irrestrito disponibilizando todos os dados e informações sistematizadas e demais produtos do Observatório; Criar uma rede de estudos e ações envolvendo diversos grupos e instituições relacionados a gênero e diversidade sexual; Identificar questões de gênero e diversidade na região a serem abordadas e trabalhadas prioritariamente por meio de projetos e ações; Promover, ampla e irrestritamente, a percepção e a consciência da igualdade entre os gêneros e da diversidade sexual enquanto direitos humanos; Organizar e executar projetos de extensão envolvendo ações de esclarecimento, formação, capacitação e divulgação a respeito de questões de gênero e diversidade sexual; Subsidiar o processo de formulação e implementação de políticas públicas de gênero e de diversidade sexual na região; e articular esse Programa de Extensão a iniciativas de ensino e também de pesquisas, buscando não dissociar esses três eixos da Universidade.

Publicado em 19/05/2016, em Destaque, Notícias.