Início do conteúdo

Relatório de Gestão 2015 é aprovado

condirO Conselho Diretor da Fundação (CONDIR) aprovou, nesta terça-feira, por unanimidade, o Relatório de Gestão 2015 da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). O documento, de mais de 290 páginas, é uma peça obrigatória do processo de prestação de contas anual dos gestores da Administração Pública Federal.

O Relatório descreve as metas estabelecidas, ações realizadas e resultados alcançados ao longo do exercício. Trata-se de um material de prestação de contas aos órgãos de controle e à sociedade.

Os aspectos contemplados pelo Relatório incluem Planejamento Organizacional e Desempenho Orçamentário e Operacional, Governança, Relacionamento com a Sociedade, Desempenho Financeiro e Informações Contábeis, Áreas Especiais da Gestão, Conformidade da Gestão e Demandas dos Órgãos de Controle.

Conforme apresentou o pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento, Luiz Osório Rocha dos Santos, as informações financeiras e gerenciais são baseadas nos dados disponíveis nos Sistemas Gerenciais do Governo Federal. Outras informações são baseadas em relatórios internos das diversas Unidades Administrativas.

Em 2015, como o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) ainda não havia sido aprovado, o Relatório de Gestão teve como base o Programa de Gestão da UFPel. A partir de 2016, o PDI ditará os rumos da UFPel e a prestação de contas deverá espelhar a busca pelo atingimento dos objetivos.

Na ocasião, o auditor Carlos Arthur Saldanha Dias apresentou o parecer da Auditoria Interna sobre o Relatório. O instrumento o considerou elaborado de acordo com a legislação pertinente e em condições de ser submetido à apreciação do órgão do Sistema de Controle Interno do Poder Executivo Federal e do Tribunal de Contas da União (TCU).

Auditoria
Durante a reunião do CONDIR, houve, também, a apresentação do Relatório Anual de Atividades de Auditoria Interna do exercício de 2015 e o Plano Anual de Atividades de Auditoria Interna de 2016.

Em 2015, foram programadas ações em oito áreas, gerando oito relatórios e 56 recomendações. Segundo o auditor, fragilidades identificadas são discutidas junto aos gestores, com a intenção de fortalecer processos e corrigir eventuais falhas.

Para o ano de 2016, estão previstas 16 ações, nas áreas de Admissão de Pessoal e Registro Funcional, Políticas de Pessoal, Seleção dos Programas de Assistência Estudantil e Administração dos Benefícios, Gestão das Informações referentes aos Projetos de Extensão, Convênios, Política de Infraestrutura de Pesquisa, Infraestrutura de TI, Licitações, Contratos, Gestão de Resíduos, Registros do Sistema SIMEC, Projetos de Obras e Sistema Acadêmico.

Representantes
Na ocasião, o CONDIR elegeu mais duas representantes para o Conselho Universitário. Foram designadas como titulares Ana Carolina Kessler e Maria da Graça Nogueira e, como suplentes, Suzi Regina Moraes e Isabel Oliveira de Oliveira.

 

Publicado em 30/03/2016, em Destaque, Notícias.