Início do conteúdo

Retrospectiva 2015 – Os 10 principais avanços da UFPel

Topo2015 foi um ano de destaque em várias áreas da UFPel. A Universidade promoveu a inclusão, investiu em internacionalização, foi destaque nacional e internacional em vários momentos, melhorou os serviços de saúde, qualificou os mecanismos de transparência e gestão, aperfeiçoou a infraestrutura, alavancou a cultura, inovou e tornou-se mais sustentável, além de promover a solidariedade, através de várias campanhas, durante todo o ano.

As ações da UFPel em 2015 refletem o comprometimento com a qualidade acadêmica, com a formação de profissionais capacitados para contribuírem com o desenvolvimento da região e do país e com a construção de uma universidade democrática, inclusiva e comprometida com o desenvolvimento social e econômico local e regional.

1Solidariedade

 

 

Atitudes solidárias marcaram o ano de 2015 na UFPel. Em meio a tantos informes de situações difíceis, a UFPel conseguiu marcar o ano com boas notícias relacionadas à solidariedade, levando esperança para famílias de Pelotas e Região. A comunidade acadêmica foi mobilizada pelas tragédias naturais e pelas iniciativas de outras instituições. Alimentos, roupas, ração e brinquedos foram arrecadados para contribuir com as famílias necessitadas. Entre os destaques, o apoio à Loja Vazia, Papai Noel dos Correios, ajuda aos desabrigados nas cheias na Praia do Laranjal e Eldorado do Sul.

Além disso, várias bandeiras foram levantadas pela comunidade acadêmica e resultaram em campanhas contra a violência, contra o trote humilhante, entre tantos assuntos que mereceram a atenção. A campanha mais marcante foi a “Pelotas Sem Medo – Não à Violência contra a mulher”, assunto que esteve em pauta durante todo o ano e foi tema de diversas atividades.

Outra campanha que está ganhando espaço nos prédios da UFPel é a Carona Solidaria. A iniciativa pretende apoiar a carona entre colegas de trabalho ou curso que são facilmente identificados nos locais indicados pela ação.

2Inclusao

 

 

A Inclusão e a Assistência Estudantil tiveram destaque com a criação de vagas para Quilombolas e Indígenas. Atualmente, a Universidade possui quatro estudantes indígenas e quatro quilombolas. Uma nova seleção está sendo realizada para 2016 com a oferta de 10 vagas.

Durante o ano, 30 integrantes da Associação de Pais e Amigos de Jovens e Adultos com Deficiência frequentaram as instalações da UFPel e promoveram diversas atividades com o objetivo de desenvolver suas habilidades intelectuais e cognitivas, em um projeto denominado de Escola de Inclusão.

Em setembro, com o reajuste de R$ 360,00 para R$ 400,00 no Auxílio Moradia, a UFPel passou a ser a Universidade, entre as instituições de ensino superior da Região Sul (RS, SC e PR), que oferece o maior valor deste benefício aos seus acadêmicos. Hoje, na UFPel, cerca de 1600 estudantes recebem o auxílio.

Já em dezembro, ocorreu a formatura da primeira turma especial do curso de Medicina Veterinária para assentados da reforma agrária. O grupo, além de ser o primeiro da UFPel nesses moldes, também foi o primeiro a concluir esse curso em todo o Brasil. A promoção da turma é fruto de uma parceria entre a Universidade Federal de Pelotas e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), por meio do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera).Graduaram-se em Medicina Veterinária 45 trabalhadores vindos de assentamentos da reforma agrária.

A Universidade recebeu, em outubro, os projetos executivos do novo Condomínio Estudantil, que guiarão a obra da moradia. Os projetos foram entregues para a equipe técnica da Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento (Proplan), que apontou ajustes a serem feitos. Realizadas estas correções ou alterações, a empresa enviará novamente os projetos à UFPel, desta vez já em sua versão final.

O Restaurante Universitário (RU) do Campus Porto (Anglo) está mais próximo de se tornar realidade. O projeto do local, que terá capacidade de 624 lugares, está em fase de finalização. A previsão é de que a licitação para a construção do RU seja lançada em março de 2016.

3Saude

 

 

O ano de 2015 foi marcado por investimentos e conquistas na área de saúde. Os primeiros aprovados no concurso público da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) para o preenchimento de vagas no Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE/UFPel) foram convocados em outubro. O grupo é composto por médicos de 30 especialidades, enfermeiros e profissionais das áreas assistenciais e administrativas.

A reforma do Ambulatório de Pediatria, o novo Serviço de Radioterapia e a inauguração do Centro de Diabetes e Hipertensão foram destaques nas obras realizadas em 2015, proporcionando conforto e qualidade no atendimento e no ensino-aprendizagem.

Entretanto, a grande conquista do ano foi a assinatura da construção do Bloco 3 das novas instalações do Hospital Escola. O termo prevê a conclusão da obra em 18 meses, com o custo de R$ 16,3 milhões. No local, será mantido atendimento interdisciplinar aos pacientes oncológicos e suas famílias. Haverá espaço para a realização de quimioterapia, com poltronas e camas e, também, para atendimento psicológico, fisioterápico, médico, assim como para prática de atividades de Terapia Ocupacional.

Também formarão o complexo hospitalar o Bloco 1, que será um grande centro de internação com mais de 360 leitos, e o Bloco 2, onde serão realizados pronto atendimento, diagnóstico e atendimentos ambulatoriais gerais e especializados. Essas outras etapas serão contratadas posteriormente.

4cultura

 

 

A I Bienal Internacional de Arte e Cidadania da UFPel, realizada em novembro, materializou a proposta da Universidade de ser cada vez mais da comunidade, todos os dias. Através de uma produção coletiva multicultural e interdisciplinar, criou um espaço de encontro que foi um verdadeiro motor de cultura. Além dos 200 eventos realizados, em toda a cidade e nos campi da UFPel, a Bienal permite, a partir de agora, a sequência de projetos e novas atividades, muitos deles fruto do que foi feito durante a semana.

Entre a programação da Bienal o destaque foi a inauguração da Livraria da Universidade Federal de Pelotas, no Espaço Cultural da UFPel, a antiga Cervejaria Brahma, na rua Benjamin Constant, 1.071. O espaço também oferece um Café com cardápio variado.

A área da cultura ganhou ainda mais impulso com a instalação da Sala de Cinema Digital da UFPel, localizada no auditório da Agência de Desenvolvimento da Lagoa Mirim. A estrutura foi obtida por meio do programa Mercosul Audiovisual, que tem por objetivo a difusão da produção cinematográfica regional, a formação de pessoal, através de oficinas e cursos, e a pesquisa na área. O espaço serve para a exibição de filmes produzidos no Mercosul. Suas sessões ocorrem, geralmente, nas quintas e sextas-feiras.

5Sustentabilidade

 

 

A iniciativa da UFPel de abastecer os Restaurantes Universitários com alimentos oriundos da Agricultura Familiar foi destaque em 2014 e seguiu chamando atenção em 2015. Em outubro, o reitor falou sobre o Programa no encontro dos reitores da BRICS, na Rússia. A ação também foi evidenciada em diversos sites nacionais durante o ano.

Dentro da Campanha Universidade mais Sustentável, o destaque foi a entrega de canecas para estudantes e servidores da UFPel. A iniciativa tem o objetivo de reduzir a utilização de copos descartáveis e promover o uso racional e sustentável de recursos naturais.

6Internacionalizacao

 

 

A Internacionalização esteve presente na agenda da UFPel durante todo o ano, além dos convênios firmados com instituições estrangeiras e o número expressivo de estudantes, pesquisadores e professores em mobilidade, o grande destaque foi o lançamento do Portal Trilíngue em novembro. O site tem o objetivo de fomentar a produção do conhecimento em articulação com outros países.

A UFPel foi destaque na Cúpula de Universidades do Brics na Rússia, em outubro, quando o reitor Mauro Del Pino e a Coordenadora da CRINTER, Letícia Ferreira, levaram o modelo do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) de agricultores familiares, que abastece os restaurantes da Instituição e que beneficia mais de 200 famílias de produtores na região.

Outra conquista foi a cessão da União para a Universidade do prédio localizado na rua Lobo da Costa, 585, entre Barroso e Alberto Rosa, que abrigou a Justiça do Trabalho em Pelotas. O prédio abrigará a área de internacionalização da UFPel, recebendo a Coordenação de Relações Internacionais (CRInter), hoje localizada no casarão da esquina da Félix da Cunha com praça Coronel Pedro Osório, e o programa Idiomas sem Fronteiras (IsF).

7Gestao

 

 

A grande conquista da UFPel em 2015 foi a elaboração e aprovação do primeiro Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI). O documento definiu os caminhos por onde a UFPel deverá traçar suas ações e objetivos nos próximos cinco anos. Após um período de elaboração, que incluiu um processo de consulta à comunidade, o PDI foi aprovado. Sua vigência é até 2020.

Outro destaque foi o aperfeiçoamento das Matrizes. A Matriz de Alocação de Vagas Docentes, criada em julho de 2014, passou por ajustes conforme estudo da Comissão de Alocação de Vagas Docentes do Conselho Coordenador do Ensino, da Pesquisa e da Extensão (COCEPE). A nova versão define como serãodistribuídas as vagas disponíveis.

Uma comissão especial tratou da revisão da Matriz Orçamentária da UFPel. Nela são definidos os critérios para a distribuição de recursos para as Unidades Acadêmicas. A matriz foi definida em 2013 e orientou a distribuição de recursos em 2014 e 2015. A nova matriz será usada para a distribuição de recursos em 2016.

Outra novidade que o ano de 2015 trouxe, foi o início da construção de um censo para os servidores técnico-administrativos.

8Infraestrutura

 

 

Ações da Administração Central têm buscado solucionar a histórica carência de infraestrutura da UFPel. Uma das principais ações foi a construção e operação de novas subestações de energia no Campus Capão do Leão, que sofria severamente com as oscilações de tensão. As estruturas instaladas em prédios como o CCQFA, a FAEM, o IB, o IFM e o Hospital Veterinário trazem estabilidade para o sistema energético do local.

No fim de 2015, foi assinada a construção do novo prédio para a Faculdade de Meteorologia, a ser localizado no Campus Capão do Leão. A estrutura incluirá espaços didáticos, como salas de aula e laboratórios, e locais administrativos, mas também abrigará o novo Radar Meteorológico da UFPel. O aulário está sendo construído e será inaugurado em 2016.

O campus Capão do Leão também recebeu em 2015 a boa notícia da recuperação definitiva do seu trecho de acesso, com a assinatura do contrato de revitalização com a empresa responsável, por parte do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT). A obra incluirá reparos emergenciais, mas também a recuperação do pavimento, implantação de acostamento e instalação de iluminação e abrigos de ônibus.

Além disso, várias estruturas foram recuperadas no campus Capão do Leão, como o aulário atual, que recebeu climatização. O final do ano foi marcado pelo início da pintura dos prédios das unidades lotadas no campus.

A UFPel recebeu, neste ano, cerca de R$ 7,5 milhões referentes a projetos CTInfra da Universidade, que estão ativos na Finep (Financiadora de Estudos e Projetos). Este foi um recorde histórico de liberação de recursos do órgão para a Universidade, resultado da institucionalização e da profissionalização da gestão dos recursos na Instituição. Serão beneficiados programas de pós-graduação das áreas de Ciências Humanas e Sociais, com a construção do novo prédio, e da Saúde e Agrárias, com novos equipamentos. Nova proposta unificada foi enviada, pedindo a soma de R$ 14,9 milhões, mas os resultados ainda não foram divulgados.

9Inovacao

 

 

A integração entre as áreas acadêmicas foi o sucesso da 1ª Semana Integrada de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Federal de Pelotas (Siepe), realizada em setembro na Instituição. A Siepe congregou o 24º Congresso de Iniciação Científica (CIC), o 17º Encontro de Pós-Graduação (Enpos), o 2º Congresso de Extensão e Cultura (CEC) e o 1º Congresso de Ensino de Graduação (CEG).O CIC teve 1.635 trabalhos apresentados, divididos em nove áreas do conhecimento. No Enpos foram 800 produções científicas, divididas nas mesmas áreas. O CEC recebeu 448 trabalhos, com um destaque por categoria, totalizando oito. Já o Congresso de Ensino de Graduação (CGE), por estar em sua primeira edição, foi concebido como um momento de socialização de trabalhos, sem caráter classificatório. O CEG contou com 316 apresentações, todas de práticas elaboradas dentro da UFPel.

Em abril, foi inaugurada a Conectar, primeira incubadora de base tecnológica da UFPel. Também foi assinado na ocasião o primeiro contrato de incubação, com a empresa Magen. Voltada para a área de tecnologia, ela tem por objetivo a disseminação do uso de softwares livres para empresas de pequeno e médio porte. Já em novembro, foi a vez da GrowCare assinar o contrato com a Conectar. A empresa foi idealizada para atuar no desenvolvimento de tecnologias inovadoras aplicadas ao manejo integrado de pragas.

Em outubro, uma máquina para fabricação de polpa e purê de frutas, criada em parceira com a Embrapa, rendeu à Universidade a titularidade de sua primeira carta patente. Além do equipamento, inovação também no processo de fabricação compõe as novidades relacionadas à invenção.

10Destaque

 

 

Vários Rankings destacaram os avanços da qualidade de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFPel. O Ranking Universitário da Folha (RUF), publicado pelo jornal Folha de São Paulo, apontou que a UFPel tornou-se uma universidade com melhor ensino, mais inovadora e reconhecida pela sociedade.

Na avaliação do Ministério da Educação (MEC), a Universidade está entre as melhores instituições de ensino superior gaúchas. A UFPel manteve o conceito 4 no Índice Geral de Cursos (IGC), usado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para avaliar o desempenho do Ensino Superior no país. A Instituição aparece em sexto lugar no ranking geral de notas entre 22 Instituições de Ensino Superior do Rio grande do Sul.

Já os indicadores do Ranking Universitário de Desempenho Acadêmico (University Ranking of Academic Performance – URAP), aferido pela Universidade Técnica do Oriente Médio (ODTÜ), da Turquia, apontam a Universidade Federal de Pelotas na 20ª posição entre as melhores instituições de ensino superior brasileiras e a 29ª entre as universidades sul-americanas.

As pesquisas realizadas na UFPel também tiveram destaque na mídia. Um estudo do Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) sobre a amamentação está entre os cem trabalhos acadêmicos que mais chamaram a atenção da mídia internacional e de redes sociais e blogs na internet em 2015. A informação é do ranking divulgado pelo Altmetric, site especializado em mensurar a repercussão pública de artigos científicos em grupos de mídia, Facebook, Twitter e blogs online.

O final de 2015 chegou com uma ótima notícia para os servidores técnico-administrativos da UFPel. A Universidade teve sua adesão aprovada no Programa de Mestrado Profissional em Administração Pública em Rede Nacional – Profiap, podendo ofertar 15 vagas na modalidade semipresencial a partir de 2016. As vagas irão oportunizar a qualificação dos TAEs da UFPel e das instituições da região, com impacto direto na qualidade dos serviços prestados.

Publicado em 30/12/2015, em Notícias.