Início do conteúdo

Aluna do CSF integra lista de estudantes com mais altos desempenhos

michaela_doismichaela_umA estudante de Engenharia Hídrica da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) Michaela Barbara Neto, participante do programa Ciência Sem Fronteiras (CSF), foi selecionada para uma seleta lista. Estudando na California State University (CSU-Chico), nos Estados Unidos, ela é um dos nomes da Dean’s Honor Roll, uma lista de alunos que alcançaram os mais altos rendimentos acadêmicos de todo centro ao qual estão vinculados.

Michaela integra o College of Engineering, Computer Science, and Construction Management (ECC), no curso de Engenharia Civil.

Todos os alunos da instituição norte-americana de ensino concorrem a essa lista de igual pra igual, indiferente da nacionalidade. “Receber uma menção honrosa foi realmente uma surpresa. Jamais imaginei que existisse um prêmio desse tipo por semestre na universidade”, disse.

Michaela credita o prêmio à sua média geral, que foi acima da média comum dos alunos de Engenharia da instituição. “Também pela minha intensa dedicação às disciplinas de Capstone, que foram notadas pelos professores”, afirmou. Esse tipo de disciplina é cursado por alunos de mestrado e graduação que, em conjunto, desenvolvem projetos reais de engenharia para empresas privadas ou para o governo – são as últimas disciplinas antes de os alunos se graduarem. Segundo ela, seu desempenho possibilitou que continuasse aprimorando um projeto desenvolvido nas disciplinas por mais cinco meses, sob orientação do Dr. Stewart Oakley. O projeto em que atuou atualmente encontra-se no Peru para avaliação da aquisição por parte do governo peruano.

Compor a Dean’s Honor List Fall 2014 dá à Michaela o direito de cursar aulas de honor. Nessas disciplinas, apenas alunos que compõem a lista podem se matricular. Além disso, se quisesse permanecer na CSU-Chico pagaria menos nas mensalidades e, dependendo dos outros candidatos, poderia receber uma bolsa de estudos.

Experiência
De acordo com a estudante, nos Estados Unidos ela está tendo a oportunidade de aprofundar conhecimentos em áreas mais específicas da Engenharia Hídrica, como desenvolvimento e gerenciamento de sistemas de tratamento de águas, gerenciamento de corpos hídricos e
avaliação da poluição no meio (solo, água e atmosfera) com objetivo de restauração e alerta ambiental.

Para Michaela, o mais desafiante neste período de intercâmbio foi cursar disciplinas de final de curso, especialmente as chamadas “Capstone”. Ela cursou duas delas. “Poderíamos considerar essas disciplinas muito próximas ao desenvolvimento de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) no Brasil, só que realizado em cinco meses. Com isso elas demandam muito tempo, esforço e habilidades, como escrita formal, apresentação formal para uma razoável platéia e trabalho árduo em equipe”, contou.

Michaela estudou na California State University até este mês. Atualmente, está estagiando na University of South Florida.

Veja, abaixo, a carta recebida pela estudante.

Michaela_Menção Honrosa

Publicado em 21/05/2015, em Notícias. Marcado com as tags Ciência sem Fronteiras.