Início do conteúdo

Dois anos de gestão: UFPel investe pesado em Infraestrutura

No domingo, dia 11 de janeiro, a Universidade Federal de Pelotas completa dois anos com a gestão do professor Mauro Del Pino à sua frente. São tempos de transformação e mudança, com ampliação nos investimentos em infraestrutura e ações democráticas, que inserem a comunidade acadêmica na decisão dos rumos da instituição. Tudo isso para uma maior excelência naquela que é a missão da universidade: promover o ensino, a pesquisa e a extensão para a transformação da sociedade. Para mostrar as conquistas realizadas, o Portal UFPel apresenta, nestes dias, alguns dados por área temática.

DSC_0343mowebDesde o começo de 2013, a atual gestão tem trabalhado buscando a qualificação dos cursos de graduação, a melhoria das condições de trabalho e de estudo, a promoção da equidade orçamentária e a disponibilização das informações institucionais. As ações de regulação dos cursos e as edições do PROEQUIP foram os destaques na qualificação dos cursos de graduação.

Uma das primeiras ações da administração em 2013 foram as melhorias no sistema de água que abastece o campus Capão do Leão, já que o local sofria com o desabastecimento de água e com a má qualidade. O aumento da profundidade do ponto de captação aliado à limpeza das caixas d’agua e ao novo sistema de tratamento possibilitou que hoje a comunidade do campus Capão do Leão tenha acesso a uma água potável em todos os seus índices.

4aOutra importante ação do primeiro ano de gestão foi a gradual estabilidade do sistema de eletricidade, a partir do escalonamento de uma dívida herdada junto à CEEE, de R$ 8,2 milhões, do suporte técnico recebido da Companhia e da manutenção regular de geradores. As deficiências serão resolvidas em definitivo com a construção de 10 subestações, duas das quais já estão sendo construídas – IB e CCQFA, as outras oito subestações estão em processo de licitação.

No sentido de qualificar o uso dos espaços, a administração está trabalhando no gerenciamento e compartilhamento de salas de aula e de prédios, recuperação e reforma dos locais já existentes, construção de novos imóveis próprios e redução do grande número de prédios locados devido a forma como a universidade aderiu ao Reuni, sem a necessária organização física.

Esta é, sem dúvida, uma das grandes marcas da gestão, o forte investimento em infraestrutura com o objetivo de suprir a carência ou precariedade vivida pela Universidade. A demanda foi apontada já nos primeiros dias e indicada como um desafio e um compromisso da administração.

NDSC_0883este sentido, uma série de obras e reformas já foram e estão sendo realizadas, como a reforma do prédio da Biotecnologia, reforma do Campus das Ciências Sociais, federalização da avenida Eliseu Maciel, reformas do bloco B do campus Anglo, reforma do ambulatório de pediatria da Faculdade de Medicina, reforma da Cotada para receber o Centro de Engenharias e o Ensino á Distância, construção da Necropsia da Faculdade de Veterinária, manutenção e renovação da frota de veículos, construção do Centro Regional de Cuidados Paliativos do Hospital-Escola, construção do Aulário no Campus Capão do Leão, contrato para compra de bibliografia nacional e internacional, reforma do Laboratório de Apoio às Estufas do LabAgro, adequação elétrica no Instituto de Biologia, construção do Laboratório de Tecnologia de Produtos de Origem Animal, construção da Biblioteca do Campus Capão do Leão, nova estrutura para a UTI Neonatal do Hospital Escola, novas dependências do Ambulatório de Ginecologia e Obstetrícia do Departamento Materno Infantil da Faculdade de Medicina, construção do Bloco B do centro de Artes, Programa de Qualificação de Espaços, conexão de Internet via Rede Comep entre outros.

DSC_3369A frota de veículos da UFPel, indispensável no apoio às atividades acadêmicas e administrativas, é alvo de atenção especial da nova administração que cuida da manutenção dos veículos e investe na gradual renovação da frota.O quadro encontrado em janeiro de 2013 era preocupante. Dos 121 veículos existentes, com idade média de 13 anos, 50 se encontravam indisponíveis. Problemas mecânicos e estruturais comprometiam a utilização dos ônibus.

A demanda existente começou a ser atendida com a liberação de veículos seminovos doados pela Receita Federal e com a entrega de veículos novos às unidades. Foram adquiridos uma van de 15 lugares, um furgão, dois automóveis para o Programa de Internação Domiciliar, um automóvel para a reitoria e uma camionete para utilização do Planetário Móvel. A oferta atual da Universidade é, hoje, de 124 veículos, 24 dos quais estão indisponíveis – 20 serão leiloados. Uma das aquisições mais saudadas foi um ônibus urbano, com rampa de acesso à portadores de necessidades especiais, que possibilitou a expansão da rota do transporte de apoio para a Famed e Esef.

Em 2014, foram 27 obras/serviços concluídos ou em execução, atendendo a quase totalidade das unidades acadêmicas e administrativas, num total de R$ 34,4 milhões em investimentos. Os recursos para manutenção e melhorias nas atividades acadêmicas foram ampliados através de uma matriz orçamentária elaborada em conjunto pela administração e direções de unidades acadêmicas, que estabeleceu critérios objetivos para a definição dos orçamentos das unidades.

Acao-Proequipe-copyPara ter uma ideia da ampliação dos investimentos realizados, o valor repassado pela administração anterior, em 2012, para as unidades acadêmicas foi de R$ 1,5 milhão. Já em 2013, o total de investimentos foi de R$ 7,3 milhões, representados pela própria matriz orçamentária, ainda no valor de R$ 1,5 milhão, acrescido também pelas as bolsas de desenvolvimento acadêmico, no valor de R$ 3 milhões, e os editais PROEQUIP, com R$ 2,6 milhões em investimentos.

Em 2014, os recursos investidos foram ampliados para R$ 8,8 milhões, sendo R$ 3 milhões da matriz orçamentária, R$ 2,8 milhões das Bolsas de desenvolvimento acadêmico, R$ 1,5 milhão dos editais PROEQUIP e R$ 1,5 milhão para o Programa de Qualificação de Espaços, criado pela administração superior com o objetivo de qualificar todos os espaços da Universidade, priorizando, no primeiro momento, as salas de aula.

No sentido de qualificar os processos de compras, a Universidade adquiriu, em 2014, mediante cedência, um Sistema de Compras on-line que permitirá agilidade na aquisição de bens e serviços pela comunidade acadêmica. Ainda neste sentido, cerca de 200 servidores receberam capacitações para compras, fiscalização de contratos e utilização de sistemas eletrônicos como o SCDP e o SICONV.

rede1O acesso da comunidade universitária à uma Internet também é uma busca da administração. Através do projeto Veredas Novas, a Coordenação de Tecnologia da Informação tem por objetivo ampliar o link de Internet da UFPel, fato que aumentará significativamente a velocidade nos computadores dos diversos Campi. Já a Rede COMEP realizará o sonho antigo de unir as diversas unidades da UFPel, além de outras instituições de ensino e pesquisa, como a Universidade Católica e a Embrapa, por meio de uma rede de fibra ótica, o que também facilitará o tráfego de informação entre os membros.

Publicado em 16/01/2015, em Notícias. Marcado com as tags Administração, Dois Anos de Gestão.