Início do conteúdo

Comunidade debate metodologia da Constituinte

DSC_9822 DSC_9850 A metodologia da Constituinte Universitária foi o alvo de reunião da comunidade da UFPel, nesta terça-feira (26) à noite, no Ginásio da AABB. O encontro objetivou esclarecer os segmentos da Universidade sobre a proposta de método que deverá ser votada pelo Conselho Universitário nesta segunda-feira (1º). Esta quinta-feira (28) é o dia reservado aos encontros nas unidades acadêmicas, com a mesma pauta.

A proposta em apreciação é fruto de consenso entre outras apresentadas pelos professores Sidney Vieira, do ICH, e Ricardo Fiegenbaum, do Centro de Letras e Comunicação, que formaram a mesa do encontro desta terça com o reitor Mauro Del Pino e com representantes do Fórum pela Estatuinte Democrática e Soberana. Os questionamentos do público foram respondidos basicamente pelos dois professores.

“É um grande contentamento poder levar adiante este processo de reestruturação da UFPel”, disse o reitor em sua fala, lembrando que a Constituinte foi proposta de campanha da atual Gestão. Del Pino recordou que tanto o Estatuto quanto o Regimento têm a idade da Universidade, 45 anos, e o Projeto Pedagógico 23 anos, o que demanda atualização dos textos. “A comunidade universitária deve ser protagonista neste processo, com o Consun homologando a vontade de todos”, observou o reitor.

Del Pino ressaltou que, para fazer todo este trabalho, é preciso um método, que deve ser amplamente discutido, o que se busca fazer neste momento de encontros com a comunidade. Ele lembrou tudo que foi realizado, desde o ano passado, na construção de uma proposta de metodologia. “Nestes dias de debates e esclarecimentos, estaremos também registrando sugestões”, disse o reitor.

Após a manifestação do reitor, o público assistiu a uma apresentação com um histórico do processo desde 2013, o que é Constituinte e por que fazê-la e com os principais pontos da proposta. Veja a apresentação, conduzida no encontro pelo coordenador de Processos Participativos, Sérgio Cassal, no arquivo Constituinte-Apresentacao  .

Presentes na mesa do evento e na plateia, os representantes do Fórum pela Estatuinte Democrática e Soberana manifestaram-se afirmando que defendem princípios como o Consun somente referendar o que for decidido pela comunidade, que o processo seja no mínimo paritário, com democratização da informação e participação ampla da comunidade, que afirmam deva ser a protagonista em todo o trabalho.

Na segunda parte do encontro, foi aberto espaço para perguntas, feitas em blocos e respondidas pela mesa.

Nas unidades

Sugestões e novas proposições sobre a metodologia da Constituinte, que eventualmente surgirem nas reuniões que as unidades acadêmicas promovem quinta-feira, devem ser encaminhadas até as 16h desta sexta-feira (29), à Coordenação de Processos Participativos ou ao Gabinete da Reitoria, no Campus Porto (Anglo).

As unidades sediadas no campus Capão do Leão decidiram realizar um encontro conjunto às 14h, no auditório da Faculdade de Agronomia. Já as unidades do campus Porto se reunirão na quinta-feira pela manhã, às 9h, no auditório da Reitoria (4º andar). Algumas unidades farão encontros próprios. Informe-se em sua unidade sobre o tema.

Publicado em 27/08/2014, em Destaque, Notícias.