Início do conteúdo

Consun encaminha temas internos e anuncia investimentos na área da Saúde

DSC_4325 O Conselho Universitário (Consun/UFPel) reuniu-se ordinariamente nesta quinta-feira, em sua sede no Lyceu, para deliberar sobre temas da rotina da Universidade. Nos informes iniciais, foram relatadas aos membros do Conselho gestões feitas pela administração da UFPel para regularizar a posse do prédio do Grande Hotel, repassado à Universidade ainda no governo Fetter, mas cuja escritura ainda não foi legalmente concedida à UFPel.

A falta do documento poderia emperrar o início das intervenções previstas na segunda etapa do restauro do prédio, uma vez que o órgão financiador, no caso o Iphan, exige que o imóvel esteja no nome da Universidade.

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) solicitou especial atenção dos diretores de unidades acadêmicas sobre os editais 2014/2015 dos programas de bolsas de iniciação científica e tecnológica. Para concorrer às bolsas, os projetos deverão estar cadastrados e registrados na PRPPG até o dia 26 de maio.

Na oportunidade, o reitor Mauro Del Pino anunciou para esta sexta-feira, às 15h, a assinatura do Plano de Expansão dos Serviços de Radioterapia do Ministério da Saúde, através do qual a UFPel está sendo contemplada com uma acelerador linear para tratamento do câncer. O equipamento de ponta possibilitará a elevação dos atuais 50 atendimentos/mês para 150 atendimentos realizados mensalmente pela UFPel. O equipamento é orçado em R$ 2,6 milhões, que somados ao valor necessário para a construção das instalações de um bunker para abrigá-lo, eleva o montante dos recursos aportados para R$ 4,6 milhões.

A seguir, a reunião encaminhou a discussão dos temas propostos para a ordem do dia. No primeiro ponto, foi acolhida a relotação do Curso de Tecnólogo em Processos Gerenciais, que passa da Pró-Reitoria de Graduação para a Faculdade de Administração e Turismo (FAT). A votação, de forma unânime, sucede a aprovação pelo Conselho Departamental da FAT e, posteriormente, pelo Cocepe. Embora favorável à decisão, o diretor da unidade, professor Edar Añaña, manifestou sua preocupação com os aspectos relacionados à infraestrutura física e à perda de espaços da unidade no campus Porto.

Em resposta, o reitor Mauro Del Pino relatou as reformas dos pavimentos do Bloco B – o primeiro e o segundo em obras e o terceiro a entrar em fase de recuperação – e as futuras obras do chamado paliteiro, em área contígua aos blocos A e B (hoje utilizada como edifício-garagem), agora possíveis de serem realizadas, uma vez que a área passou a ser   de propriedade definitiva da UFPel.

Na reunião, foram aprovados por unanimidade os regimentos elaborados pela Comissão de Legislação e Normas, para o Núcleo de Estudos de Arquitetura Brasileira (FAUrb) e o Centro de Integração do Mercosul.

Foi também definido o nome do professor Guilherme Tomaschewski Netto, do curso de Tecnólogo em Geoprocessamento, para representar o Conselho Universitário na Comissão de Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI). Ele tem formação em Ciência da Computação.

O sexto ponto abordado no encontro foi a Comissão Própria de Avaliação (CPA), que busca sua consolidação na Universidade. Responsável por difundir e executar as orientações do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), a CPA da UFPel ainda se encontra num estágio considerado embrionário e se ressente de maior operacionalidade.

“É tarefa da administração promover um processo de avaliação constante; para isso é preciso um trabalho muito mais corporativo e que a administração possa adotar as políticas que a CPA considerar mais adequadas”, observou o reitor da UFPel. Ficou decidido que a elaboração de uma nova configuração para a Comissão deverá ser estudada no prazo de 30 a 45 dias, o que não impede que a CPA dê sequência às suas atividades regulares.

O último ponto abordado na Ordem do Dia, por sugestão da representação do Diretório Central dos Estudantes, foi a dificuldade de acesso ao campus Capão do Leão, o que motivou resolução do Consun no sentido de retardar o início das aulas em meia hora, no turno da manhã (veja matéria específica sobre este assunto no Portal).

Publicado em 15/05/2014, em Destaque, Notícias.