NOTÍCIAS

Estudantes do curso de Teatro da UFPel usam a cidade como palco

Entre os dias 11 e 20 de agosto, estudantes do curso de Teatro da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) fazem apresentações de peças teatrais em diversos lugares da cidade de Pelotas. As peças, todas elas de curta duração, resultam de estudos e práticas da disciplina de Encenação Teatral I, sob a coordenação do professor Adriano Moraes.

Nessa disciplina, os estudantes assumem a função de direção de cena e a proposta foi a de estimular a percepção dos discentes da Licenciatura em Teatro para as potencialidades cênicas dos lugares das cidades. Todas as apresentações são gratuitas.

Veja a programação:

Programa

Dia Local Horário Peça Sinopse Ficha Técnica
11/08 IFSul- Campus CAVG 11h40min Sentir-se só, estar só, ser só. O sentimento de solidão é o principal tema da obra, mas não é só. São 4 quadros contando histórias que falam sobre ser e estar só, e só.

Elenco: João Vitor, Karol Mendes, Lorena Zanetti.

Direção: Felipe Cremonini.

Dramaturgia coletiva.

IFSul- Campus CAVG 12h A incrível apresentação de Lico Lico, um artista, entra em cena tímido para apresentar o que sabe fazer. Ao ver o público, ele fica cheio de felicidade e faz com muito esmero o seu singelo número. Concepção cênica e atuação: Roberta Postale
13/08 Museu do Doce da UFPel / Casarão 8 17h e 17h45min Profundezas do Amor

Desde pequenos escutamos sobre amor, mas o que sabemos sobre ele? Desde a colônia à contemporaneidade nós, negros e negras, amamos e somos amados diferentes.  Pergunto às Marias: por que ainda continuamos numa expectativa de um olhar de equidade? E então, afinal, que amor é esse?

 

Direção: Wesley Fróis

Dramaturgia: Colaborativa

Elenco: Grazielle Bessa, Matheus Guelsi, Naylson Costa e Thays Alencar

Figurino: Wesley Fróis

Fotografia: Sarah Marçal

 

15/08 E.E.E.Fundamental Nossa Senhora de Fátima 16h30min B U L A Era um dia de festa. Mas as crianças chegaram antes do horário do convite. Enquanto a dona da casa estufava o peito para encher os balões, eles se acomodavam no pátio. Até que encontraram aquela caixa… Elenco: Alunos do primeiro ano da E.E.E.Fundamental Nossa Senhora de Fátima e Escola Municipal Olavo Bilac Direção: Maria da Conceição Flores
16/08 Rua Andrade Neves, entre Floriano e Lobo da Costa 16h Contradisse A obra procura explorar as reações e comportamento entre os transeuntes em relação a um mendigo, por meio de contradições do esperado comum a cerca de uma situação social. Procura-se explorar diversas relações primárias humanas com o jogo cena-não-cena. Direção e interpretação: Germano Rush
Sala 102, Bloco I- CEARTE-UFPEL 17h20min Os resquícios da escravização no serviço doméstico

Na performance autobiográfica “Os resquícios da escravização no serviço doméstico”  conto minhas vivências atrelada a outras narrativas, para provocar fissuras no conjunto de representações sobre o papel social das empregadas domésticas e desnaturalizar as situações de exploração vivenciadas por muitas mulheres que trabalham ou trabalharam em serviços domésticos e de limpeza.

 

Direção e atuação: Luciane Avila
17/08 UFPEL / Anglo 10h Até onde vai sua Ética? Até onde vai sua Ética? Tem como objetivo expor problemas éticos entre alunos/alunos e alunos/professores na universidade, problemas estes que fazem muitas vezes alunos desistirem de frequentar o ambiente universitário fazendo então que os mesmos percam sua formação por falta de ética no convívio social. Devemos saber até onde vai nosso espaço para não quebrar as barreiras e invadir o espaço no próximo. Com esse objetivo, a cena vem mostrar acontecimentos concretos de falta de ética dentro convívio social a partir da lógica do oprimido.

Direção: Francine Pereira

Elenco: Ana Cristina Soares, Bruno Oliveira, Érica de Oliveira e Iago Rangeli.

Rodoviária (plataformas de embarque) 11h40min Souto, um homem de guerra Qual é a história daqueles que viajam ao seu lado? Senhor Souto, indo viajar, conta sua história para todos aqueles que estão indo viajar: um homem de guerra, que sempre fez tudo que lhe foi ordenado sem nunca se questionar. Diretor: Gustavo Brocker da Silva; Elenco: Lucas Alves Lopes
Galpão Satolep (Rua José do Patrocínio número 8 ) 18h Dukkha Essa peça traz recortes de um “fim”. Em um relacionamento, temos momentos bons e ruins mas amar é saber que às vezes não dá certo .

Direção: ​Eliziane Hernandes.

Elenco : ​Brenda Seneme , Gabryel Pioner , Alice Buchweitz e João Vitor.

18/08 Espaço Cultural Otelo – Rua Alfredo Satte Alam, 1165 – COHAB Tablada–Pelotas, RS. 19h30min O Reverso de Maria

Maria do Socorro, prostituta que luta para resgatar seu filho, se vê sufocada pela opressão da cafetina Luiza, a qual é comandada por um traficante. Extremamente devota de Nossa Senhora, põe em sua fé a crença na superação de seu tormento. Mas o conflito entre ela e Luiza a faz reverter sua condição submissa.

 

Elenco: Flávia Chagas, Lúcia Elaine Carvalho Berndt, Mateus Weizenmann e Patricia Fabbro Bicoski

Cenografia: Márcio Mariot e Mateus Weizenmann

Figurinos: Flávia Chagas e Lúcia Elaine Carvalho Berndt

Direção, Dramaturgia e Produção: Márcio Mariot

19/08 Rua 15 de novembro esquina Sete de setembro 17h Lugar de mulher A obra, que conta com sonoplastia de Edith Piaf, faz uma crítica ao machismo burguês pelotense. Com ampla exploração de gestos a partir da musicalidade, a situação de discriminação de gênero é abordada de maneira cômica e descontraída, embora sua linguagem discursiva seja pesada e, até mesmo, provocativa.

Direção: Athila Cassuriaga.

Elenco: Athila Cassuriaga; Germano Rusch, Miriam Brockman, Roberta Pires.

Dramaturgia: o coletivo.

Clube Cultural Fica Ahí 18h Tem Um Pouco de Navio Negreiro

Baseado no poema de Castro Alves e na música de Slim Rimografia, “Tem Um Pouco de Navio Negreiro” mescla as dores enfrentadas pelos negros do passado e dos dias atuais. Antes arrancados de nossa terra, humilhados, maltratados, agora marginalizados, subestimados, descriminados. Porém seguimos firmes, determinados a manter viva nossa cultura, afinados nossos tambores, altas nossas vozes e erguidas nossas cabeças. Tem um pouco de navio negreiro em cada um de nós que luta pelo próprio povo, que deixa abertas as feridas para expor os podres de uma sociedade que foi e permanece racista. Tem um pouco de navio negreiro em todos nós, afinal, carregamos o sofrimento dos nossos antepassados. Somos negros, negros somos!

 

Elenco: Ana Cristina Soares, Hakeen Mhucale e Wesley Coitinho. Direção: Karolina Mendes
Esquina das ruas 15 de Novembro e Lobo Da Costa (Praça Coronel Pedro Osório) 19h Blanche, Na Rua Chamada Desejo

Uma mulher aristocrata e falida em conflito com si mesma e com seu cunhado Stanley. Entre vícios e riquezas revela suas fragilidades e frustrações, reagindo também à sórdida realidade em que vive. A cena é um recorte com foco na personagem Blanche, da obra “Um Bonde Chamado Desejo” de Tennessee Williams.

 

Elenco: Brenda Seneme e Ismáiler Borges.

Direção: Thales Duarte

 

Grande Hotel – Curso Superior de Tecnologia em Hotelaria UFPel, na Praça Coronel Pedro Osório, 51 20h EU NÃO

O quadro extraído da peça “Teresa e o Aquário”, de Diones Camargo, foi interpretado de forma a levar para a cena os embates internos a respeito da noção de identidade que o indivíduo estabelece sobre si mesmo em relação às formas como é lido e narrado pela coletividade em que se encontra.

 

Direção: Marcos Kuszner

Atuação: Tais Galindo

Dramaturgia: Diones Camargo

Audiovisual: Andressa Centeno

Figurino: Larissa Martins

 

20/08 OCA – Ocupação Coletiva de Arteirxs (Em frente à Praça da Alfândega) 16h Comeu? Atualmente muitos ainda passam fome, passaram ontem, passam hoje e provavelmente passarão amanhã. E você? Comeu?

Atrizes: Bruna dos Anjos e Carla Araújo. Direção: Rafael Bueno.

 

OCA – Ocupação Coletiva de Arteirxs (Em frente à Praça da Alfândega) 18h Experimento Inóspito Ingressar em um mundo onde as portas tornam-se muralhas e os homens e mulheres não compartem mais os bens pode ser um tanto doloroso. Nós falamos da sociedade inóspita.

Elenco: Samuel Pretto, Rui Carlo;

Direção: Samuel Pretto

Parceria: Ruidosa Alma e Artêmista

Ocupação Canto de Conexão- Rua Álvaro Chaves esquina Benjamin Constant

 

19h As Cartas

Um conflito familiar tem como sombra os horrores da ditadura militar na América Latina. Sobre as feridas dessa trama as vidas de duas jovens irmãs serão marcadas por cartas que deixaram de chegar. Como definir a tênue linha que divide a alucinação da imaginação? Poderiam fazer algo para evitar o esperado? Ou o destino já estava mal escrito em algum lugar?

 

Elenco: Valkiria Vieira, Yara Bidegaray

Direção: Beta Vieira

 

Grande Hotel – Curso Superior de Tecnologia em Hotelaria UFPel, na Praça Coronel Pedro Osório, 51 20h Soledad Como um quadro triste, emoldurado pelo tempo, ela espera junto à janela por alguém que queira lhe ver. As lembranças de uma casa cheia, cheia de vida e alegria, hoje lhe fazem companhia enquanto espera a hora chegar.

Diretor: Thairone Dorneles

Elenco: Karina Frank Sonoplastia: André Soares, Marina Hassan e Patrícia Bicoski

 

 

Publicado em 11/08/2017, em Destaque, Notícias.
Publicada em 14/12/2017 | 1 acessos
Publicada em 16/02/2017 | 1 acessos
Publicada em 20/11/2017 | 1 acessos
RÁDIO FEDERAL FM

Clique para abrir em uma nova janela.