Início do conteúdo

3º Congresso de Cuidados Paliativos Mercosul é realizado em Pelotas

Na quarta-feira (14), ocorreu a abertura do 3º Congresso de Cuidados Paliativos do Mercosul. Com mais de 400 inscritos – maior número desde a primeira edição, em 2005 – o evento seguiu também nos dias 15 e 16 de junho. Na quarta-feira, os presentes puderam contar com a participação não só de profissionais de todo Brasil, mas também de representantes da Argentina e Uruguai, como as médicas Graciele Jacob e Adriana Della Valle, respectivamente.

Entre os presentes na abertura oficial do evento, estava o vice-reitor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Luís Amaral. Ele agradeceu a todos pelo evento e pela participação, e disse, mais tarde, considerar o encontro importante por unir várias pessoas de diferentes áreas para tratar de um assunto em comum de grande relevância. Participaram, também, a secretária municipal de Saúde, Ana Costa e o presidente da Academia Nacional de Cuidados Paliativos, Daniel Forte.

A presidente do evento, Julieta Carriconde Fripp, assim como a superintendente do Hospital Escola da UFPel, Vera Silveira, mencionaram como um dos avanços ocorridos, desde a primeira versão do evento, o surgimento da Liga Interdisciplinar de Cuidados Paliativos. Criada em 2014, a Liga é uma rede que trabalha basicamente para garantir qualidade de vida dos pacientes, conforme explica Julieta. “A Liga tem projetos que visam constituir equipes interdisciplinares e possam abordar aspectos do ponto de vista físico, emocional, social e espiritual”, disse.

A presidente do evento ressalta ainda o fato de ser um congresso já reconhecido entre os profissionais e estudantes da área. “Temos pessoas de todos os estados, além de uma bagagem enorme de conteúdo que vai ser proporcionada para o público, com os palestrantes do mais alto nível cientifico”. Segundo ela, o encontro é realizado apostando na oportunidade de crescimento em conhecimentos, para garantir que os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) – e de outros serviços que precisam de cuidados paliativos – possam ser bem cuidados.

Além de ser uma oportunidade para tratar do cenário local e mundial do tema e debater sobre os assuntos mais importantes na área, o encontro possibilita a formação de redes – não só formais –, mas informais. Conforme apontado por Graciele Jacob, são nesses momentos que surgem as novas idéias, visão também compartilhada por Adriana Della Valle. Graciele lembrou ainda que os profissionais dos cuidados paliativos recebem muita pressão, porém pouco apoio e reconhecimento. O fato de os encontros serem interdisciplinares também permite um aprendizado único nesse sentido, observa. Esses eventos permitem que as pessoas vejam que existe mais gente com o mesmo propósito e possam se inspirar e se sentir amparados e fortalecidos.

Nesta edição, o congresso teve o tema “Cuidado Singular e Integral na Rede de Cuidados Paliativos”. O encontro foi promovido pelo Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE/UFPel), em parceria com o Laboratório de Estudos e Pesquisa na Rede de Cuidados Paliativos (LEP-RCP) e a Liga Acadêmica Interdisciplinar de Cuidados Paliativos.

Paralelamente, ocorreram o 9º Seminário do Programa de Internação Domiciliar Interdisciplinar do HE/UFPel, a 3ª Jornada da Liga Interdisciplinar de Cuidados Paliativos da UFPel e o 1º Simpósio de Cuidados Paliativos e Medicina da Família. O evento contou com o apoio da Academia Nacional de Cuidados Paliativos, Instituto Paliar, Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul e o Projeto Bem-Estar ao seu Lado/RG.

O evento ocorreu no auditório do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul). Outras informações sobre o encontro podem ser obtidas pelo telefone (53) 3284-4989 e pelo e-mail congressocp2017@gmail.com.

Publicado em 19/06/2017, em Destaque, Notícias.