Início do conteúdo

Rondonistas da UFPel atuam no Ceará

rondonA UFPel enviou para Itapiúna, Ceará, na metade de janeiro, dentro da Operação Mandacaru do Projeto Rondon, uma equipe composta por oito alunos de graduação, das áreas de Cultura, Direito Humanos, Educação e Saúde, e duas professoras da Enfermagem. No município, o grupo da UFPel realizou um trabalho que objetivou atender as prioridades de Itapiúna e que traçou um diagnóstico das necessidades nas áreas de Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação e Saúde. O trabalho foi antecedido por uma capacitação da equipe de rondonistas, através de leituras, discussão em grupo, oficinas especializadas nos assuntos e cronograma de atividades que seriam desenvolvidas em Itapiúna.

Os rondonistas são estudantes e professores de instituições de ensino superior que têm como grande proposta aproximar o conhecimento desenvolvido nas diferentes universidades aos municípios parceiros, na busca incansável pela promoção de uma sociedade mais justa, mais cidadã, mais saudável mais igualitária e sustentável. O Projeto Rondon se estabelece por meio de “operações” que podem ser entendidas como imersões de quinze dias em média em vários municípios durante o período de férias letivas de estudantes e professores. Cada grupo é responsável por um conjunto da “operação”, existem dois conjuntos, o Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação e Saúde e o de Comunicação, Tecnologia e Produção, Meio Ambiente e Trabalho.

Publicado em 25/02/2015, em Destaque, Notícias.