Início do conteúdo

UTI Neonatal do Hospital Escola recebe reforma geral

Imagem da nova instalação.imagem da nova instalação.Inauguração do setor reformado. Na tarde desta quinta-feira (5) a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel) foi entregue aos colaboradores e pacientes, após 17 dias de reformas. Toda a estrutura passou por melhorias, desde troca de janelas, revisão da rede elétrica, recuperação do mobiliário, adequação de gases medicinais, instalação de detector de fumaça e alteração da iluminação interna.

A atividade mobilizou toda a equipe de infraestrutura – 24 pessoas – e teve um custo de R$ 35 mil, oriundo de recursos próprios do hospital. Conforme explica o gerente administrativo do hospital, Mateus Santin, diversas obras estão sendo realizadas na estrutura desde o ano passado, em função da redução de custos e reorganização das despesas do hospital. Além disso, recursos do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf) também estão sendo utilizados.

“Já reformamos mais de 20 espaços neste ano e temos um cronograma com previsão de entregar mais seis obras até o fim do mês que vem”, detalha o chefe do Setor de Infraestrutura, Eduardo Albuquerque. Ele também destacou algumas ações de adequação às normas da Vigilância Sanitária como a troca do tampo das pias por inox e algumas tubulações que passaram a ser embutidas nas paredes para evitar ao máximo a proliferação de bactérias.

A gerente de atenção à saúde, Carolina Ziebell, agradeceu a todos os presentes no ato simbólico de entrega e destacou o trabalho multiprofissional que possibilitou que a reforma ocorresse sem prejuízos à assistência. A gerente de ensino e pesquisa, Beatriz Vogt, elogiou o trabalho feito e agradeceu em nome dos alunos e residentes que estão em formação naquele espaço.

Para a chefe da UTI Neonatal, a médica Ana Lúcia Zeni, esta obra representa melhoria na qualidade do ambiente de trabalho para a equipe e mais segurança na assistência aos bebês. “São melhores condições para todos que estão aqui, desde detalhes como descarte individual dos perfurocortantes e iluminação que respeita o ciclo circadiano dos nossos prematuros”, explica.

DESENVOLVIMENTO DOS PREMATUROS

Segundo a médica, um grande ganho ao desenvolvimento dos prematuros é a nova iluminação individual. Anteriormente as luminárias do espaço já eram individuais, porém os novos equipamentos oferecem uma iluminação mais leve e direta para cada bebê, de forma a possibilitar o atendimento de cada paciente sem despertar os demais, respeitando seu ciclo de sono. “Consequentemente, teremos um ganho de peso mais rápido, um forte impacto no neurodesenvolvimento e menores chances de distúrbio de hiperatividade na infância”, destaca.

Publicado em 06/09/2019, em Destaque, Notícias. Marcado com as tags EBSERH, HE, Hospital Escola, saúde, UTI Neonatal.