Início do conteúdo

Estudo “COMO VAI?” inicia entrevistas com idosos de Pelotas

A pesquisa “COMO VAI? Estudo Longitudinal de Saúde do Idoso”, ligada ao programa de pós-graduação em Nutrição e Alimentos da UFPel, está começando nova fase a partir de outubro de 2021. O monitoramento desses indivíduos permite compreender os fatores de risco e os desfechos de saúde na população idosa, elucidando questões relevantes do processo de envelhecimento.

Esta será a quarta etapa do estudo iniciado em 2014 e irá avaliar questões relacionadas à pandemia de covid-19. O público-alvo do “COMO VAI?” é o de idosos não institucionalizados, maiores de 60 anos, residentes da zona urbana na cidade de Pelotas. O primeiro inquérito foi realizado em 2014 no inquérito transversal de base populacional “COMO VAI?” – Consórcio de Mestrado Orientado para Valorização da Atenção ao Idoso. Nessa fase foram aplicados questionários, testes físicos e aferição de medidas antropométricas.

Em 2016 e 2017, foi realizada nova fase de entrevistas telefônicas e domiciliares. A terceira fase do estudo aconteceu de setembro de 2019 a março de 2020, inteiramente domiciliar, na qual foram realizadas as entrevistas, tomada de medidas antropométricas e exames físicos, assim como em 2014.

Na rodada atual, os idosos estão sendo entrevistados dessa vez via telefone, devido a pandemia de covid-19. Além de questões avaliadas anteriormente sobre fatores relacionados à saúde, doença, incapacidade e mortalidade, agora também está sendo avaliada a situação dos idosos durante a pandemia e distanciamento social, em quesitos como atendimentos médicos e odontológicos, uso de máscara, vacinação, entre outros. Também serão avaliadas as atividades físicas e comportamento sedentário e a saúde mental.

As entrevistas estão sendo feitas por alunas da UFPel, e o objetivo é localizar pelo menos 900 idosos pertencentes ao estudo.

Informações adicionais sobre o estudo e publicações já feitas podem ser conferidas no site.