Início do conteúdo

Movimentos sociais e culturais são recebidos na Reitoria

DSC_0175DSC_0176A Administração Superior da UFPel prossegue com seu projeto de aproximação da Universidade com os movimentos sociais. Na tarde desta sexta-feira (8), representantes de diversos movimentos sociais e culturais foram recebidos no Gabinete da Reitoria. Durante o encontro, eles conversaram sobre as atividades do Fórum Social da Universidade, sua ampliação e sobre a realização, em maio, de evento para debates e definição de demandas, que serão transformadas em ações concretas visando à resolução de problemas da sociedade.

O Fórum Social da UFPel surgiu em 2014 e o desejo da Instituição agora é de torná-lo mais representativo, mais amplo. Hoje, tem representações de movimentos populares, sindicais e culturais, mas a ideia é de num futuro próxima ampliar a participação para outros segmentos, como religiosos e de categorias, entre outros.

O órgão foi concebido para receber, da sociedade, demandas que fortalecerão o cunho social da Universidade. A adoção na UFPel da obrigatoriedade de uma carga horária mínima nos cursos de graduação a ser dedicada a atividades de extensão poderá ser um fator colaborador na execução desta meta.

Em sua fala aos representantes dos movimentos, nesta sexta-feira, o reitor Mauro Del Pino lembrou o começo do Fórum, inicialmente pensado como somente de Extensão e Cultura, mas que agora tem caráter ampliado para social. “Estamos dando mais um passo no compromisso da Universidade de se abrir para as demandas sociais de forma institucional. Mapearemos demandas para dar forma a elas através de editais”, festejou o reitor.

Porta

Satisfação com a abertura da UFPel aos movimentos, com a valorização das comunidades e com tudo de bom que isso poderá significar para a população é uma síntese das manifestações dos presentes no encontro desta sexta-feira. Eles ressaltaram a importância de que esta porta seja mantida sempre aberta. Um ponto especialmente frisado foi o reflexo que o trabalho poderá ter na formação dos jovens, na sua inserção na sociedade e depois na própria Universidade.

Publicado em 08/04/2016, em Destaque, Notícias.