Início do conteúdo

Rosemar Lemos lança UBUNTU: As Transformações Através das Ações Afirmativas

O livro “UBUNTU: As Transformações Através das Ações Afirmativas”, de autoria da professora da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) Rosemar Lemos, será lançado em Pelotas no dia 26 de dezembro, às 17h, no Museu do Doce, na praça Coronel Pedro Osório, 8.

No livro, Rosemar Lemos, mulher negra, sul-rio-grandense e educadora busca falar tecnicamente sobre implementação de ações afirmativas – conhecidas majoritariamente pela política de cotas – e sobre o impacto que estas produziram na vida das pessoas, tendo como pano de fundo a Universidade Federal de Pelotas.

A UFPel é uma das universidades públicas que, com autoridade, pode ousar contar sua experiência de implementação das Ações Afirmativas, destaca a autora. É isso que será encontrado ao ler o livro. “Não temos dúvidas de que muito precisa ser feito, mas os avanços implementados por essa instituição de ensino nos últimos anos podem e devem ser inspirações para outras universidades que querem trilhar os mesmos caminhos”, observa. De acordo com ela, a obra configura-se como ferramenta-roteiro para motivar outras universidades a fazerem o trabalho de solidificação dessa importante política pública que são as Ações Afirmativas. “Porque, mais do que contar, queremos ensinar o fazer, porque a UFPel é porque nós somos”, pontua.

A obra foi lançada no último dia 8, em São Paulo, no Memorial da América Latina, durante a Feira Preta.

Sobre a autora
A professora Rosemar Lemos é lotada no Centro de Artes, no curso de Licenciatura em Artes Visuais, sendo membro do Colegiado de Curso e da Pós-Graduação em Artes. Possui PhD na área de Ciências da Arte e do Patrimônio pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa/Portugal. É professora-associada da UFPel e foi chefe do Núcleo de Ações Afirmativas e Diversidade da UFPel de 2017 a 2019. Teve o primeiro contato com a Universidade em 1988, graduando-se em Arquitetura e Urbanismo e logo graduando-se em ESQUEMA 1 pela UCPel (Universidade Católica de Pelotas). Após isso, se formou como doutora em Engenharia Civil pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e foi PhD pela primeira vez na área de novos materiais pela Universidade de Aveiro/Portugal em 2005. Atualmente suas áreas de atuação em pesquisa referem-se aos temas: ações afirmativas; patrimônio histórico material e imaterial, cultura indígena e afro-brasileira, formação de professores de Artes; educação ambiental, recursos didáticos interdisciplinares e gráfica computacional.