Início do conteúdo

Paciente do HE expõe “Brincando com as Cores”, no Corredor Arte

Até 30 de setembro, a exposição “Brincando com as Cores” estará no Corredor Arte do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel). O trabalho da paciente da Unidade de Clínica Médica, Simone Mendes Rodrigues, foi desenvolvido junto com a equipe de Terapia Ocupacional da instituição, com objetivo de minimizar o impacto da doença, amenizar a ruptura do cotidiano e o estresse da internação. “Mudamos o foco da doença para as habilidades e capacidades da paciente, levando à produtividade e ao lazer”, destaca a terapeuta Kelen Ferreira.

Como parte do atendimento terapêutico, terapeutas e estagiários realizaram diversas atividades que faziam parte da vida da paciente, dentre elas a pintura. A partir dali, Simone passou a dedicar boa parte de seus momentos a pintar desenhos com temáticas variadas e a presentear seus familiares e funcionários do hospital com suas pinturas, bem como também tinha o intuito de produzir quebra-cabeças para doar a crianças.

A grande produção, que surgiu das atividades, fez com que a equipe se mobilizasse para viabilizar a exposição no Corredor Arte, buscando valorizar seu esforço e, consequentemente, repercutir na história de vida da paciente, auxiliando na ressignificação da hospitalização e do seu quadro de saúde. “Essa foi a primeira vez que me senti tão importante e especial”, declarou ela, emocionada, no momento em que viu a exposição.

Simone, que está internada há cinco meses, destacou que se sente como uma das principais figuras apresentadas, uma fênix, que renasce das cinzas após cada procedimento e intervenção. A exposição pode ser visitada diariamente, das 7h às 22h. O Corredor Arte fica no corredor de entrada do Hospital Escola da UFPel, na rua Professor Araújo, 538.

Terapia Ocupacional

A terapia ocupacional no contexto hospitalar é responsável por analisar e promover o desempenho ocupacional do paciente no cenário em que ele está inserido, visando ações de prevenção e promoção que possibilitam a melhora na qualidade de vida do paciente. Após avaliação, são planejados objetivos específicos para cada paciente. O atendimento busca o maior grau de independência funcional possível, foca em habilidades e capacidades remanescentes, estimulando a autonomia e a manutenção de uma vida ativa.  Para alcançar os objetivos, o terapeuta ocupacional faz o uso de atividades, podendo ser de autocuidado, funcionais, atividades expressivas e reflexivas, artísticas ou lúdicas.

Publicado em 03/09/2019, em Agenda, Eventos Culturais, Notícias. Marcado com as tags Arte, Corredor Arte, Cultura, EBSERH, HE, Hospital Escola.