Início do conteúdo

Iniciativa da UFPel coloca o Brasil no Comitê Internacional ISO que trata de padrões MPEG e JPEG

A Universidade Federal de Pelotas teve papel importante para inserção do Brasil como membro no Comitê Internacional ISO / IEC JTC 1 / SC29 que trata de padrões conhecidos como MPEG e JPEG, tornando o País o primeiro da América Latina a ser aceito para participar do comitê. A iniciativa partiu do Programa de Pós-Graduação em Computação da UFPel que propôs um processo para a criação de uma delegação de especialistas brasileiros, ligada à Associação Brasileira de Normas técnicas (ABNT) e aprovação desta delegação no Comitê Internacional.

Bruno Zatt explica que no Brasil vários profissionais trabalham com codificação de imagens, vídeos e hipermídia, porém o País não tinha uma representação internacional, nas comissões que discutem e definem a padronização. Desta forma, os pesquisadores não conseguiam participar e contribuir ou, simplesmente, ter acesso às contribuições internacionais do Comitê. A ABNT é encarregada pela elaboração das Normas Brasileiras (NBR) e único Foro de Normatização reconhecido pelo Governo Federal. “Só é possível participar, sendo um órgão membro e o órgão que é habilitado no Brasil para ser membro da ISO é a ABNT, só que a ABNT não tinha nenhuma atividade nesta área específica, relacionada a estes problemas de codificação de imagem, vídeo, multimídia e hipermídia”, esclarece.

Agora os profissionais e pesquisadores da área podem submeter tecnologias à padronização internacional e evoluir nas pesquisas a partir do acesso aos materiais disponibilizados pelo Comitê. De acordo com Zatt, o Brasil tem muitos pesquisadores desenvolvendo tecnologia inovadora na área. “Esta conquista é um avanço para a ciência brasileira e possibilita que os pesquisadores brasileiros possam compartilhar suas contribuições com a comunidade internacional”, conclui.

A delegação nomeada “Comissão de Estudo de Codificação de Áudio, Imagem, Multimídia e Hipermídia” conta com representantes de universidades e empresas, e já teve contribuições submetidas ao Comitê. A pesquisadora Vanessa Testoni, do Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Samsung, foi eleita representante internacional da delegação brasileira nas reuniões e votações de padronização.

Publicado em 27/05/2019, em Notícias. Marcado com as tags Ciência da Computação, Computação, Pesquisa.