Início do conteúdo

Reforma de prédio da Biotecnologia atende ao pleito de duas unidades acadêmicas

DSC_0183A insuficiência ou má qualidade de grande parte dos espaços físicos da UFPel, em suas diferentes unidades acadêmicas e administrativas, está ensejando um grande esforço da atual administração. As deficiências na área de infraestrutura, detalhadas no diagnóstico realizado desde a posse do reitor Mauro Del Pino, foram alvo do planejamento de uma série de ações, algumas das quais já desenvolvidas e outras que, a partir de agora, se tornarão realidade.

No início da tarde desta quinta-feira(6), com as presenças dos diretores do Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDTec), professor Odir Dellagostin, e do Instituto de Biologia (IB), professora Gládis Aver Ribeiro,  foi assinado o contrato de reforma e readaptação do prédio 20 do Centro de Biotecnologia, firmado entre a Universidade e a empresa vencedora do processo licitatório.

A Administração da UFPel esteve representada pelo reitor Mauro Del Pino, pelo pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento, Luiz Osório Rocha dos Santos, e pelo coordenador de Obras e Planejamento Físico, Cleidi Victória Pinto. “Se 2013 foi um ano de planejamento, 2014 inicia com a assinatura de contratos para a realização de muitas obras”, pontuou o reitor.

De sua parte, Luiz Osório observou que o diagnóstico mais crítico da área de infraestrutura se potencializa pelo rigor do clima, exigindo intervenções direcionadas ao conforto ambiental e à adequabilidade dos espaços. O pró-reitor ressaltou que, apesar da expansão do número de cursos e estudantes, verificada a partir do Reuni, a Universidade não cresceu sequer um metro quadrado. “Nosso desafio é construir área física nova e melhorar a área física já existente”, acentuou, admitindo a deterioração de grande parte dos ambientes. Segundo ele, seria necessário investir R$ 50 milhões apenas em manutenção predial, e em se tratando de área física as soluções são sempre lentas.

O Programa de Qualificação de Espaços prevê a construção de 127 salas de aula de uso comum, dotadas de equipamentos didáticos e de conforto ambiental satisfatórios, bem como a posterior intervenção nos espaços acadêmicos já existentes.

Resultados práticos da obra
DSC_0112WEBO reitor Mauro Del Pino salientou a urgência de intervenções como as que serão implementadas no prédio da Biotecnologia, uma vez que nas avaliações rotineiras dos cursos, realizadas pelo Inep, os avaliadores ficam surpresos com a falta de sintonia entre a qualificação dos professores, que puxa os conceitos para cima, e os problemas de infraestrutura (especialmente, salas de aula e laboratórios), que puxam os conceitos para baixo, redundando em avaliações de nível apenas intermediário.

Envolvendo recursos da ordem de R$ 770 mil e com entrega programada para 180 dias, a reforma favorecerá a formação de estudantes e a qualificação da área científica, pois contempla salas de aula e laboratórios, atendendo a demandas importantes de duas unidades. O espaço é compartilhado pelos alunos e docentes de graduação e pós-graduação em Biotecnologia e por três departamentos do Instituto de Biologia: Microbiologia e Parasitologia, Morfologia, e Ecologia, Zoologia e Genética.

“Trata-se de uma demanda de pelo menos quatro anos que agora será atendida, oferecendo mais conforto aos professores, funcionários e estudantes”, observou a diretora do IB. Já o  diretor do CDTec ressaltou a vigorosa expansão da área de biotecnologia, a partir da adesão ao Reuni, com a criação do curso de Biotecnologia e a obtenção do nível de excelência pelo programa de pós-graduação. Dellagostin reconheceu o esforço da administração para resolver os problemas de infraestrutura e solicitou apoio na qualificação de outros espaços.

As obras de reforma e readaptação do prédio 20 da Biotecnologia, em área superior a 800 m², incluem a demolição das estruturas antigas (com exceção de alguns espaços já restaurados, como o Laboratório de Microscopia) e a revitalização dos ambientes. A nova concepção estrutural abrange, além da edificação propriamente dita, obras de pavimentação, pisos e revestimentos, colocação de novas esquadrias, cobertura, instalações hidrossanitárias e instalações elétricas, de lógica e ar condicionado.

Estamos reconstruindo a UFPel! Clique aqui e veja todas as matérias.

 

Publicado em 07/02/2014, em Destaque, Notícias. Marcado com as tags Biotecnologia, Estamos reconstruindo a UFPel!, Reforma.