Início do conteúdo

Julieta Fripp assume a direção geral do Hospital Escola

julieta.JPG A gestão participativa, a indissociabilidade entre o ensino, a pesquisa e a extensão e a assistência de excelência e humanização são os três eixos em que se basearão as ações da nova diretora geral do Hospital Escola (HE) da UFPel, médica Julieta Carriconde Fripp. Ela assumiu o cargo em ato realizado na tarde desta terça-feira(15), no Hospital, quando apresentou seu plano de ações para os primeiros 120 dias de gestão. O HE da UFPel tem 170 leitos no Hospital e mais cem em programas de assistência domiciliar.

Falando para um auditório lotado de membros da comunidade do HE, a nova diretora começou seu discurso lembrando os compromissos para a área da saúde assumidos pela nova administração da UFPel e apresentou seu plano de ações para quatro meses.

Entre as ações estão garantir o pleno funcionamento de todos os setores assistenciais e não assistenciais do Hospital Escola, realizar um diagnóstico estrutural e de processo de trabalho do hospital em todos os setores assistenciais, incluindo a ampla participação de docentes, técnico-administrativos e estudantes de graduação e pós-graduação que atuam nos setores e acompanhar os processos que dizem respeito à construção do novo Hospital Escola e às obras de reformas e ampliações na atual estrutura.

O plano contempla ainda viabilizar a criação de áreas e padrões de conforto, condizentes com a dignidade de trabalho de todos profissionais do HE, a busca de mecanismos legais à garantia da continuidade de cumprimento de trinta horas semanais de trabalho, inclusive aos profissionais que recebem suplementação salarial através do Adicional de Plantão Hospitalar.

Criar grupos de trabalhos técnicos interdisciplinares para produção de protocolos assistenciais, tendo como principal objetivo reduzir as taxas de morbidade e mortalidade por situações inerentes ao ambiente hospitalar, realizar pelo menos um evento temático e promover um diagnóstico situacional de todas as unidades acadêmicas que possuem inserção de estudantes de graduação e pós-graduação nas estratégias de saúde da UFPel, estabelecendo a seguir, políticas de saúde que contemplem o conhecimento nas áreas de promoção, prevenção, diagnóstico, tratamento, reabilitação e cuidados paliativos são ações também previstas.

Julieta Fripp pretende ainda fomentar, através da Rede de Saúde da UFPel, a criação de um fórum de educação permanente, que possa contribuir com as políticas de saúde na Universidade, no município e na região, e elaborar um Plano de Desenvolvimento Estratégico para o atual e para o novo Hospital Escola, integrado ao Microssistema de Saúde da UFPel.

Este plano contemplará infra-estrutura e parque tecnológico de excelência, plano de cargos e salários dignos aos trabalhadores do hospital, qualidade de ensino, pesquisa e extensão que atenda aos interesses das políticas públicas de educação e saúde, com autonomia universitária e assistência 100 por cento SUS.

Equipe

A nova diretora apresentou sua equipe de trabalho, formada por Eduardo Machado, diretor técnico, Isabel Arrieira, coordenadora de gestão participativa, Sérgio Wotter, assistente da direção, e Camila Schwanke, coordenadora de ensino, pesquisa e extensão.

Nova relação

mauro.JPG Em sua manifestação, o reitor Mauro Del Pino frisou a nova relação que se estabelecerá, a partir de agora, entre o Hospital e a Universidade, a rede SUS e a Prefeitura de Pelotas, tudo sempre visando a manutenção do atendimento 100 por cento SUS. “Pela primeira vez, a UFPel vê o Hospital Escola como unidade acadêmica, de assistência e de ensino, pesquisa e extensão”, observou.

Para o reitor, o Hospital é um campo importante de formação de profissionais, tanto de graduação quanto de pós-graduação. “Criaremos um inédito processo participativo de reestruturação dos processos de trabalho no Hospital”, considerou Del Pino.

Ele classificou como uma nova lógica a metodologia que começa agora a ser implantada no HE. Ressaltou ainda o objetivo de ampliação do número de leitos do Hospital, sempre com a meta de manter a totalidade destes para o SUS, e que isto passa pela discussão sobre a adesão à EBSERH.

O reitor disse também que buscará os recursos devolvidos no ano passado pela Universidade e novas verbas, dentro do processo de implementação do Programa de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf).

Eleição

Sobre a eleição para a direção geral do HE, Del Pino garantiu sua realização ainda em 2013. “Antes, temos o compromisso de implantar as condições necessárias para o estabelecimento da nova relação entre o Hospital e a Universidade”, afirmou. Ele lembrou que a nova administração da UFPel está dotando o Hospital de um corpo técnico capaz de promover a guinada desejada.

Fala

Em sua manifestação, o diretor que deixava o cargo, Carlos Augusto Tavares, disse que tentou fazer o melhor para atender as necessidades dos pacientes e dos servidores, que enfrentou problemas, mas com o apoio de todos venceu as situações difíceis. “O objetivo maior agora é ter o hospital próprio”, sublinhou o médico. Desejou que os projetos da nova gestão sejam vitoriosos e afirmou que será parceiro no trabalho que inicia.

Autoridades

Formaram a mesa que presidiu a cerimônia de posse, além do reitor da UFPel, o vice, Carlos Mauch, a secretária Municipal da Saúde, Arita Bergmann, o coordenador da 3ª Coordenadoria Regional de Saúde, Milton Martins, e a vice-presidente do Conselho Municipal de Saúde, Janaína Willrich.

Publicado em 15/01/2013, em Notícias.