Início do conteúdo

Começa a primeira etapa de instalação da Rede Recop (fibra ótica)

Começou nesta quarta-feira (30) a primeira etapa de instalação da Rede Recop, que interligará com fibra ótica própria 17 unidades da UFPel no centro de Pelotas. A Rede Recop é a versão local da Redecomep nacional, iniciativa da RNP (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa).

Os cabos já podem ser vistos sendo colocados nos postes na rua Gomes Carneiro, que leva ao campus Anglo da Universidade (foto). A instalação resultará em um potencial aumento de qualidade na internet e uma diminuição de custos, já que agora a Universidade paga pelo uso de uma rede de empresa privada.

“Abre-se a possibilidade de novas aplicações, como telemedicina, a comunicação de dados em grandes volumes e a própria integração das redes”, avalia o coordenador de redes da Pró-Reitoria de Gestão da Informação e Comunicação da UFPel, Eduardo Monks.

Nesta primeira etapa, que inclui unidades do centro de Pelotas, Porto e Anglo, são cerca de 8,2 quilômetros de cabos sendo colocados. Ao final de todo o trabalho, quando a rede atingirá o campus Capão do Leão e a sede da Embrapa na Cascata, serão 55 quilômetros. A Recop servirá, além da UFPel, à Prefeitura de Pelotas, à Embrapa e ao IFSul.

Cerca de 15 dias é o prazo estimado para a realização desta primeira fase, chamada de lançamento das fibras óticas. Depois vem a etapa de ligação das fibras nos prédios, que deve durar o mesmo período. Desta forma, é esperada para outubro a operacionalização da Rede nestas unidades da UFPel. “Em unidades como o Direito, onde hoje há muitas reclamações sobre o serviço, é aguardada uma sensível melhoria”, observa Monks.

O campus Capão do Leão deverá ser beneficiado com a Rede nas etapas seguintes da instalação.

O trabalho vem materializar a participação da UFPel na Redecomep iniciada em 2006, quando as instituições locais uniram-se para trazer a Rede a Pelotas.

Publicado em 30/08/2017, em Destaque, Notícias.