Início do conteúdo

Nota sobre a Pesquisa Epicovid-19

O Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas publicou a seguinte nota sobre a pesquisa nacional sobre a prevalência do coronavírus e a velocidade de expansão da
COVID-19 no país: nota_pesquisa_covid_br_assinado

Nota de Esclarecimento

O Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas, coordena um
estudo que irá medir a prevalência do coronavírus e avaliar a velocidade de expansão da
COVID-19 no país, com financiamento do Ministério da Saúde do Brasil.

A pesquisa, aprovada pelo Comissão Nacional de Ética em Pesquisa e que segue todos os
trâmites éticos correspondentes, irá estimar a proporção de pessoas com anticorpos para a
Covid-19. Além disso, será analisada a evolução de casos na população brasileira, por meio de
uma amostragem de participantes em 133 “cidades sentinelas”, que são os maiores
municípios das divisões demográficas do país, de acordo com critério do IBGE.

A primeira fase iniciou nesta quinta-feira, 14 de maio, se estendendo pelos próximos dois dias
(15 e 16 de maio), com a realização de testes rápidos para o coronavírus e entrevistas com
250 participantes em cada uma das 133 cidades, listadas em anexo. Outras duas coletas como
essa ocorrerão em 15 e 30 dias.

As pessoas serão entrevistadas e testadas em casa, por meio de um sorteio aleatório, utilizando
os setores censitários do IBGE como base, por agentes da IBOPE INTELIGÊNCIA. Os agentes
da pesquisa coletam uma amostra de sangue (uma gota) da ponta do dedo do participante, que
será analisada pelo aparelho de teste em aproximadamente 15 minutos.