Início do conteúdo

Auditório Acadêmico do Anglo passa a se chamar Andrew Valadão

foto de Andrew.Comunidade compareceu ao ato.Em ato realizado na tarde desta segunda-feira (5), o auditório acadêmico do Campus Anglo da UFPel passou a se chamar Auditório Andrew Andrade Valadão, que era estudante de Gestão Pública na Universidade. O universitário, figura ativa do movimento estudantil, faleceu em janeiro, aos 27 anos. O ato foi realizado nesta segunda porque era o dia do aniversário do acadêmico.

Coordenador-geral do Diretório Central de Estudantes (DCE), em 2013 e 2014, Andrew Valadão foi membro do Conselho Universitário (Consun) em 2013 e do Conselho Coordenador do Ensino, da Pesquisa e da Extensão (Cocepe) em 2014. Foi proponente da criação do Conselho de Planejamento da UFPel e participou de importantes conquistas relativas ao transporte de apoio, moradia estudantil e restaurantes universitários.

O estudante ingressou na UFPel no curso de Economia, tendo depois de um tempo optado pela Gestão Pública. Precisou interromper por duas vezes sua trajetória de estudante, para o tratamento do câncer. Andrew protagonizou pautas como o RU do Campus Anglo, a nova Casa do Estudante e o transporte para o Capão do Leão.

Visivelmente emocionado, o reitor Pedro Hallal disse, no ato, que a homenagem agradaria a Andrew, por colocar o nome de um estudante no auditório, algo, até então, inédito na Universidade. Fazendo referência ao Programa Future-se, do Governo Federal, o dirigente afirmou que na UFPel se dá nome a locais a quem merece, e não a quem simplesmente tiver mais dinheiro para comprar direitos de nome.

Pedro Hallal fez referência ao trabalho de Andrew no movimento estudantil, com destaque por ter sido proponente da criação do Coplan, o Conselho de Planejamento da Universidade, entre outros campos de militância do estudante. “Ele sempre acreditou nas pautas da Universidade. Parte da história da UFPel se foi com Andrew, mas ele seguirá presente entre nós através dos seus ideais”, frisou.

A diretora da Faculdade de Administração e Turismo (FAT), Isabel Rasía, lembrou a história de luta do estudante, “sempre por causas altruístas”. Aluno de destaque, disse a diretora, é um exemplo para todos. Recordando os tempos de trabalho conjunto no movimento estudantil, o amigo Patrick das Neves, proponente da homenagem, sublinhou que Andrew personificava o espírito da Universidade, através das lutas dele.

Para a amiga Laura Moschoutis, estudante de Design Gráfico, uma das marcas pessoais de Andrew era sua capacidade de diálogo. “A partir de agora, quem entrar aqui saberá que, na UFPel, existe movimento estudantil”, comemorou. O mestre em História e também amigo Gustavo Ribeiro ressaltou a paixão do homenageado pelas lutas universitárias e políticas. “Sempre por uma sociedade e uma Universidade mais democráticas”, assinalou.

Mãe de Andrew e reitor descerram a placa de homenagem.Imagem da placa com a homenagem a Andrew. Ao final do ato, o reitor e a mãe de Andrew, Fátima Valadão, descerraram a placa que presta a homenagem e dá nome ao Auditório.

Publicado em 06/08/2019, em Destaque, Informes Acadêmicos, Notícias. Marcado com as tags anglo, auditório acadêmico, DCE, Estudantes, movimento estudantil.