Início do conteúdo

Carlos Ritter recebe mais de mil pessoas em menos de uma semana

foto mostra ambiente do museu com reprodução do bioma pampa

Em menos de uma semana, desde a reabertura, o Museu de Ciências Naturais Carlos Ritter, da UFPel, recebeu mais de mil visitantes. Até então, o Museu recebia em média cinco mil visitantes ao ano. O Museu reabriu ao público dia 17 de maio, dentro da programação da Semana Nacional dos Museus. Está agora sediado no Casarão 1 da praça Coronel Pedro Osório, na esquina com a Félix da Cunha, no centro histórico de Pelotas.

O Museu teve sua origem na coleção particular do naturalista autodidata que dá nome à instituição. Carlos Ritter foi um dos pioneiros na indústria cervejeira no Brasil. A principal coleção do Museu é a de aves taxidermizadas, uma referência sobre a biodiversidade do Bioma Pampa no Brasil. O naturalista também produziu mosaicos comemorativos confeccionados com insetos, que retratam a cervejaria C. Ritter e Irmão, a reunificação da Alemanha e a República do Brasil, em ocasião da visita da Princesa Isabel a Pelotas antes de assinar a Lei Áurea.

Após a morte de Carlos Ritter, em 1926, a coleção foi doada para a Faculdade de Agronomia e passou a integrar as coleções da Universidade. Em um novo formato idealizado pelo professor João Iganci, diretor do Museu, as exposições incluem um diorama representando a diversidade de espécies de animais e plantas do Bioma Pampa, uma exposição sobre diversidade e evolução de aves e a coleção de lepidópteros de Ceslau Maria Biezanko. O Museu tem entrada gratuita e está aberto ao público de segundas a sextas-feiras, das 8h às 17h, e recebe grupos sob agendamento, pelo telefone 3284-4324.

Publicado em 23/05/2019, em Destaque, Notícias. Marcado com as tags Biologia, Bioma, Bioma Pampa, IB, Museu Carlos Ritter, Museus, rede de Museus.