Início do conteúdo

UFPel adquire equipamento gerador de Nitrogênio Líquido

A Universidade Federal de Pelotas adquiriu uma Liquefatora, geradora de Nitrogênio Líquido, através do edital Pró-Equipamentos. A compra foi iniciativa de dez unidades da UFPel dentro da política multiusuários que vem sendo adotada pela Instituição nos últimos anos, com o objetivo de otimizar os recursos com o trabalho em conjunto.

Neste sentido, o pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação da UFPel, Flávio Demarco, explica que o equipamento estará sob a gestão do Instituto de Física e Matemática, porém o Nitrogênio Líquido produzido será utilizado por todas as Unidades que necessitam do elemento. “Passamos de compradora de insumos para fornecedora, otimizando os recursos públicos da Universidade”, comemora.

O Nitrogênio é um elemento que equivale a 78% do ar. O equipamento permite a separação do Nitrogênio, Oxigênio e demais gases que compõem o ar e, a partir desta separação, envia o Nitrogênio para um compressor onde ele é liquefeito, chegando a uma temperatura de -200°C que permite sua utilização em vários experimentos e serviços.

O coordenador do Programa de Pós-Graduação em Física, Mario Lucio Moreira, explica que o Nitrogênio Líquido é utilizado em diversos experimentos e atividades que necessitam refrigeração a temperaturas muito baixas, como no serviço de ressonância magnética do Hospital Escola, armazenamento de amostras biológicas nos laboratórios de diversos cursos, resfriamento de microscópios eletrônicos, resfriamento de amostras vegetais para experimentos futuros. É importante ressaltar que vários estudos na área de saúde desenvolvidos pelos pesquisadores da Universidade que contribuem para avanços significativos na promoção de saúde para a população, utilizam o Nitrogênio Líquido.

O equipamento tem capacidade de gerar 460 litros por semana. Um levantamento realizado pela equipe contabilizou uma economia de R$ 120 mil no ano, tendo em vista a quantidade de Nitrogênio Líquido adquirida pelas unidades acadêmicas.  O equipamento custou cerca de R$ 176 mil. A produção atenderá várias unidades da UFPel, como a Faculdade de Veterinária, o Hospital Escola e os programas de pós- graduação em Fisiologia Vegetal, Agronomia, Química, Engenharia dos Materiais, Biotecnologia, Odontologia e Física. Além disso, o excedente poderá ser compartilhado com outras instituições da região.  Mario Lucio Moreira destaca que o equipamento também consegue extrair o Gás Nitrogênio de ultra pureza que também é utilizado pelas unidades.

Publicado em 14/05/2019, em Notícias.