Início do conteúdo

UFPel reduz gastos com telefonia pelo terceiro ano consecutivo

Pelo terceiro ano consecutivo, a Universidade Federal de Pelotas (UFPel)  atinge redução nos gastos de telefonia. Capitaneadas pela Unidade de Telefonia da Superintendência de Infraestrutura, as ações que passam pelo diagnóstico, gestão e otimização de recursos conseguiram uma diferença, entre os anos de 2017 e 2018, que chega a mais de R$ 98 mil, uma economia de 31,49%, valor esse que pôde ser utilizado em outros custos da Universidade.

A grande aposta do setor para a redução de gastos é o emprego de tecnologias do tipo VoIP, que utiliza a internet para realizar ligações telefônicas, apesar de usar aparelhos semelhantes aos convencionais. Segundo o chefe da unidade, Vitor Goetzke, a tecnologia é uma boa alternativa para a UFPel devido ao seu caráter descentralizado.

O sistema já está sendo utilizado em locais como o Campus 2, o prédio da Coordenação de Desenvolvimento de Concursos, o Museu de Arte Leopoldo Gotuzzo, a nova Biblioteca de Ciências Sociais e o Hospital Veterinário. Para que os telefones via VoIP entrassem em operação, foi essencial a parceria da Unidade de Telefonia com a Coordenação de Redes e Infraestrutura da Pró-Reitoria de Gestão da Informação e Comunicação.

Outra ação é a adoção, em unidades que possuem central telefônica, de centrais mais modernas, que possibilitem o uso do sistema de direcionamento de chamadas para celular de acordo com as operadoras, o que também reduz substancialmente os valores dispendidos em tais ligações.

“É gratificante ver que o trabalho está dando resultados”, afirma Goetzke. Ele destaca também que os esforços para redução de custos de telefonia vão ao encontro de tanto que se vê ser cobrado pela sociedade, que financia as atividades da Universidade.

Trabalho que avança

Os três anos consecutivos de diminuição são, como define o chefe da Telefonia, uma bola de neve positiva, na qual as ações de períodos anteriores continuam repercutindo positivamente nos resultados. De 2015 para cá, a redução chega a 72%, um total de mais de R$ 500 mil de diferença ao que era gasto então – o custo dos telefones naquele ano passou dos R$ 760 mil.

No entanto, Goetzke afirma que ainda há espaço para novas medidas que levem à economia na área. Segundo ele, cinco grandes centrais telefônicas da UFPel ainda podem ser interligadas, sendo que 30% do fluxo de ligações locais são feitas entre elas, o que poderia levar à nova redução.

Publicado em 31/01/2019, em Destaque, Notícias. Marcado com as tags Pró-Reitoria Administrativa, Unidade de Telefonia.