Início do conteúdo

UFPel capacita docentes em Inglês como Meio de Instrução

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas e a Coordenação de Relações Internacionais da UFPel estão realizando até este sábado (30) um curso de capacitação sobre Inglês como Meio de Instrução, método de ensino no qual a língua inglesa é o idioma usado nas aulas, em países onde a língua local não é o inglês.

A metodologia atende a uma tendência de adoção do inglês como o idioma acadêmico universal. Nas universidades, o Inglês como Meio de Instrução auxilia nos processos de internacionalização e de mobilidade de estudantes e professores para outras nações.

O curso, iniciado na quinta-feira (28) e de 20 horas, está sendo ministrado de forma presencial, e em inglês, para cerca de 20 docentes e coordenadores de programas de pós-graduação da UFPel.

Durante as aulas, são abordados temas sobre o método, suas vantagens e como utilizá-lo. Os professores Leandro Tessler, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), e Simone Sarmento, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), conduzem o curso.

“Não é simplesmente traduzir. É fazer abordagens diferentes, repetir mais vezes o conteúdo. Fazer o aluno participar mais da aula, realizar atividades de grupo”, afirmaram os professores que ministram o curso na UFPel.

A tendência hoje é a do oferecimento de algumas disciplinas em inglês. Para Leandro e Simone, a adoção do método aumenta a motivação dos estudantes brasileiros para estudarem o inglês e atrai mais os estrangeiros. “Mas este é um processo que ainda está começando no país”, ressaltam.

Os dois disseram que o Inglês como Meio de Instrução oferece mais oportunidades de prática da língua e prepara os acadêmicos para que se comuniquem melhor.

Ação

Recentemente, a UFPel lançou um edital para receber professores visitantes, brasileiros e estrangeiros.  A seleção, realizada pela Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, caminha junto com as iniciativas que começam a surgir na Universidade na adoção do inglês nas salas de aula, já que abre a possibilidade de docentes de outros países virem a atuar na Instituição.

Publicado em 29/06/2018, em Destaque, Informes Acadêmicos, Notícias.