Início do conteúdo

UFPel acrescenta doutorado ao seu Programa de Pós-Graduação em Letras

O Programa de Pós-Graduação em Letras da UFPel está recebendo o acréscimo do nível de Doutorado. Essa adição é resultado da migração da sede acadêmica do programa existente na Universidade Católica de Pelotas (UCPel) para a UFPel.

Para que isso fosse possível, as pró-reitorias responsáveis e reitores das duas universidades realizaram diversas tratativas, delimitando quais seriam as obrigações de cada entidade. Além disso, o programa da Católica precisou ser adaptado para que pudesse migrar para uma instituição federal. O processo todo foi acompanhado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), com quem as duas universidades firmaram documento de compromisso.

O programa de pós-graduação da UCPel possui nota cinco na avaliação da CAPES, superior à nota do programa da UFPel, que é três. Essa diferença foi uma das barreiras que teve de ser vencida, porque a CAPES impunha às duas instituições estabelecer como se daria esse ajuste entre os programas e, principalmente, se a UFPel teria condições com seu corpo docente de sustentar um programa de pós-graduação de tal qualidade.

“É importante salientar que ambas instituições ganharam, mas o principal ganho foi para a área de Letras no Brasil. Mesmo o nosso programa sendo na Região Sul, ele capta discentes de todo o país”, explica o coordenador de Pós-Graduação da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação da UFPel, Rafael Vetromille de Castro.

Para o dirigente da UFPel, “o programa de doutorado e mestrado, que agora passa a ser de domínio da UFPel, possui apenas 12 anos, porém há uma qualificação alta para seu tamanho e idade. A Universidade consegue dar um salto de qualidade em pouco tempo com essa migração”.

Docentes

Em função da migração do pós, o Centro de Letras e Comunicação (CLC) da UFPel está recebendo os professores Aracy Ernst e Vilson Leffa, que atuarão no Programa como visitantes. Ambos orientarão novos pesquisadores na área.

Aracy Ernst é graduada no curso de Letras pela Universidade Federal do Rio Grande, possui Mestrado em Linguística e Letras pela Universidade Católica do Rio Grande do Sul e Doutorado em Linguística e Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Vilson Leffa é doutor em Linguística Aplicada pela Universidade do Texas, trabalhou na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e foi pesquisador visitante da Universidade da Califórnia, em Irvine.

Publicado em 21/06/2018, em Notícias.