Início do conteúdo

Fórum Internacional sobre Saúde Mental é realizado em Pelotas

As mais inovadoras estratégias em desenvolvimento no mundo na área estão sendo discutidas no 1º Fórum Internacional Novas Abordagens em Saúde Mental, realizado nesta terça-feira (12) em Pelotas. A Universidade Federal (UFPel) é uma das entidades organizadoras do encontro, que reúne 430 pessoas, entre estudantes e profissionais, no Auditório do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul).

Durante o encontro, os participantes podem conhecer melhor e discutir as tendências nas formas de lidar com as questões ligadas à saúde mental no mundo. Por exemplo, o Diálogo Aberto aplicado há 30 anos na Finlândia e que, ao atender prontamente a situações de crise psicótica e ao estabelecer reunião e cuidado entre todos os envolvidos no episódio – família e rede social – tem alcançado uma alta taxa de sucesso. Em cerca de cinco anos, 85% das pessoas que passaram por uma crise retomam sua vida cotidiana.

Outro dos destaques é a metodologia que nasceu na Holanda, nos anos 1980, chamada Ouvidores de Vozes. Trata-se de grupos para que pessoas que ouvem vozes que ninguém mais escuta possam encontrar suporte para seguir a vida mesmo com uso de medicação ou a continuidade dessas vozes.

Um dos destaques do evento é a enfermeira psiquiátrica e psicóloga dinamarquesa Olga Runciman, que compartilha a experiência de seu país.

Conforme uma das organizadoras do encontro, a professora da UFPel Luciane Kantorski, o grande desafio da saúde mental é, para quem passa por uma situação de transtorno grave, a retomada de sua vida. Daí a importância de que os profissionais possam estar empenhados em desenvolver maneiras para que esses indivíduos voltem a seu cotidiano sem se tornarem “cronificados”, sempre atrelados aos serviços de saúde mental.

O Fórum é uma iniciativa do Centro Educacional Novas Abordagens Terapêuticas (CENAT), em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFPel.

Publicado em 12/06/2018, em Destaque, Notícias.