Início do conteúdo

Palestra aborda projeto expositivo público Skulptur Projekte Münster

O Programa de Educação Tutorial (PET) Conservação e Restauro da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), juntamente com o curso de Bacharelado em Conservação e Restauração da UFPel realizam, no dia 27, a palestra “Skulptur Projekte Münster – Diálogos: arte e comunidade”. O convidado é o pesquisador Flavio Gil.

A mediação será da professora Duda Gonçalves, do Centro de Artes da UFPel. O evento está marcado para as 17h30min, no Auditório do Museu do Doce (Praça Coronel Pedro Osório, 8).

Flavio Gil
Possui graduação em Bacharelado Comunicação – Relações Públicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008) e mestrado no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2014). É doutorando em História Social da Cultura na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RIO). É membro do Conselho Municipal de Cultura da Cidade de Porto Alegre pelo segmento Patrimônio Histórico. Tem experiência na área de Artes.

Münster: Skulptur Projekte 2017
A Skulptur Projekte Münster é um projeto expositivo público e lúdico realizado no centro da Alemanha, na cidade de Münster, de dez em dez anos desde 1977. Até agora, foram quatro edições deste evento que é apontado como pioneiro em exposições de arte com foco nas questões de cidade, do espaço urbano e da esfera pública. Diferentes espaços da cidade são utilizados nas propostas de artistas, provocando um diálogo com a comunidade e com a arquitetura. A Skulptur Projekte tem apresentado, a cada uma de suas edições, artistas como Donald Judd, Richard Serra, Claes Oldenburg, Rebecca Horn, Bruce Nauman, entre outros.

As edições anteriores da mostra pontuaram a necessidade de refletir sobre questões da natureza da escultura e o seu potencial transformador na intervenção do espaço público. A ideia de escultura é considerada pelos curadores como fundamento conceitual dos trabalhos reunidos. Foram apresentadas além de esculturas, obras de vídeos e performances que desenvolveram questões da escultura, expandindo a discussão e conceito deste suporte.

Para a exibição mais recente, os três curadores – Kasper Köning, Britta Peters e Marianne Wagner – selecionaram projetos relacionados ao tema “Out of Body, Out Of Time, Out of Place”. Os renomados artistas Thomas Schütte (Alemanha) e Jeremy Deller (Reino Unido) retornaram nesta edição, enquanto grandes nomes como Pierre Huyghe (França), Hito Steyerl (Alemanha) e Nicole Eisenman (França) fizeram sua estreia na mostra. A lista de novatos para 2017 incluiu nomes como Barbara Wagner (Brasil), Katharina Stöver (Alemanha), Michael Dean (Reino Unido) e Lara Favaretto (Itália).

Publicado em 16/04/2018, em Destaque, Notícias.