Início do conteúdo

8º Festival SESC de Música homenageia Conservatório

Em sua oitava edição, o Festival Internacional SESC de Música, que ocorre em Pelotas de 15 a 26 de janeiro, vai homenagear os 100 anos do Conservatório de Música da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Nesta segunda-feira (15), abrindo o evento, haverá o Recital de Canto e Piano alusivo ao centenário.

A atividade começa às 19h, na Bibliotheca Pública Pelotense, e as atrações serão o barítono Homero Velho e a pianista Liliana Michelssen.

Programa:
– R. Schumann – Dichterlieb
– G. Fauré – La Bonne Chanson

Veja a programação completa do Festival aqui.

Homero Velho
O barítono Homero Velho dedica-se ao canto lírico desde os 18 anos. Viveu nos EUA, onde participou de diversos festivais de ópera, interpretando papéis principais como The Ghosts of Versailles (Corigliano) e Don Giovanni (Mozart). Foi ainda artista residente da National Opera Company. De volta ao Brasil, Homero rapidamente se estabeleceu como um dos artistas mais requisitados da cena lírica nacional. Sua lista de estreias de óperas é extensa como a premiére brasileira de Magdalena (Villa-Lobos) e Florencia en al Amazonas (Catán), premières mundiais de O Caixeiro da Taverna (G. Bernstein), A Tempestade (R. Miranda), Olga (J. Antunes), O Pescador e sua Alma (M. Lucas) e Piedade (J. G. Ripper). Fora do Brasil, o barítono apresentou Dr. Malatesta (Don Pasquale, Donizetti), na Ópera de Colômbia e Buenos Aires Lírica. Foi Belcore em L’Elisir d’Amore em Montevideo. Cantou no Michigan Opera Theatre, em Detroit, o papel de Escamillo (Carmen, Bizet), e fez a estreia europeia de Pedro Malazarte (Guarnieri), no Festival Feldkirch, na Áustria. Homero Velho é também professor de canto na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Liliana Michelsen
Liliana Michelsen especializou-se em interpretação e performance de canções de câmara (Liedgestaltung) ao longo de sua experiência estudantil e profissional na Alemanha. Formou-se primeiramente bacharel e mestre em piano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). No mestrado pela Hochschule für Musik Nürnberg estudou com Helmut Deutsch e com Marcelo Amaral. Aperfeiçoou-se na Internationale Hugo-Wolf-Akademie de Stuttgart no repertório de canções alemãs e francesas com Robert Holl e Janine Bächele. Sua experiência profissional na Alemanha iniciou-se em 2010 como docente de correpetição vocal no Leopold-Mozart-Zentrum da Augsburg Universität e docente de correpetição vocal e instrumental na Hochschule für Musik Nürnberg. Foi pianista assitente das classes de Iride Martinez, Johannes Mannov, Siegfried Jerusalem, Elisabeth Kovac, entre outros, e em Masterclasses foi pianista de Ulricke Sonntag, Frieder Bernius, Konrad Jarnot. Como docente da Hochschule für Musik Nürnberg, teve acesso anual à Internationale Meistersinger Akademie em Neumarkt, onde acompanhou o trabalho pedagógico de Edith Wiens, Brigitte Fassbaender, Rudolf Piernay, Margo Garret, Tobias Truniger, entre outros. Fruto de sua atividade camerística com diversos cantores, fez participação em duas edições como artista convidada no Inernationale Kammermusikfestival Nürnberg, atuou com duos em Liederabende no estado da Bavária, entre elas por ocasião do Jubileu em homenagem ao poeta August von Platen. Desde 2017 voltou a residir no Brasil.

Publicado em 15/01/2018, em Destaque, Notícias.