Início do conteúdo

Projeto da Nutrição recebe reconhecimento da Revista Saúde da Editora Abril

Uma iniciativa simples, de baixo custo e que traz conhecimento para melhorar a qualidade de vida da população, desenvolvido em Pelotas, ficou entre os finalistas do 11º Prêmio Saúde. O projeto “Nutrição no Ônibus”, promovido por estudantes e professores do curso de Nutrição da Universidade Federal (UFPel) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Pelotas foi um dos destaques da categoria Campanha de Educação e Prevenção. O prêmio é uma realização da Revista Saúde, da Editora Abril, e busca “valorizar o empenho de quem pensa, luta e trabalha por um Brasil mais saudável”.

O projeto “Nutrição no Ônibus” divulga informações sobre o consumo de alimentos saudáveis, por meio de figuras em forma de recortes de maçãs, adesivadas nos vidros das janelas no interior dos ônibus que circulam em Pelotas. Nelas estão mensagens curtas sobre assuntos como número de refeições diárias, ingestão adequada de água, relação entre consumo de doces e cáries, importância da amamentação, além de dicas para reduzir o consumo de sal. A iniciativa faz parte da segunda edição do projeto “Saúde no Ônibus”, também em coautoria com a Secretaria Municipal de Saúde. O lançamento foi em 2014. Atualmente, a campanha “Saúde no Ônibus” prossegue, porém trazendo outros temas.

De acordo com a tutora da atividade na área de Nutrição, professora Eliana Bender, por trazer informações educativas o projeto possibilita aos usuários do transporte coletivo a apropriação do conhecimento sobre riscos e benefícios à saúde ao consumir determinados alimentos, tanto do ponto de vista qualitativo quanto quantitativo. Assim, motiva a adoção de práticas alimentares mais adequadas. De acordo com ela, a indicação como finalista significa um reconhecimento do esforço conjunto e uma motivação para dar continuidade a projetos como esse. “Em meio a tantas propagandas veiculadas sobre produtos alimentícios, sem qualquer restrição, essa foi uma forma de dar visibilidade a uma atividade que poderia ser replicada em novos projetos”, observa.

São autores da iniciativa, também, Leandro Leitzke Thurow, Ana Lucia Pires Afonso da Costa, Eduardo Dickie de Castilhos, Rosane Fonseca Ferreira da Silva e Tania Izabel Bighetti.

Reconhecimento
Saiba mais sobre o Prêmio Saúde aqui.

Publicado em 12/01/2018, em Destaque, Notícias.