NOTÍCIAS

Projeto Institucional de Internacionalização é pauta da Câmara de Pós-Graduação Stricto Sensu

Na quarta-feira (6), a internacionalização da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) esteve em pauta na reunião extraordinária da Câmara de Pós-Graduação Stricto Sensu, que reúne os programas de mestrado e doutorado da Instituição.

Com presença maciça dos coordenadores dos programas de pós-graduação, o encontro contou com a participação do reitor, Pedro Curi Hallal, do coordenador de Relações Internacionais, Maximiliano Cenci, do pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Flávio Demarco, e do coordenador de Pós-Graduação, Rafael Vetromille Castro.

Desde abril, a internacionalização tem estado presente nas ações da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PRPPGI) e da Coordenação de Relações Internacionais (CRINTER). Ambas coletaram dados junto aos programas para diagnóstico de demandas, iniciativas e parcerias. Agora, após a divulgação do edital CAPES PrINT, o qual distribuirá R$ 300 milhões para até 40 instituições do país – sendo R$ 150 milhões para concessão a partir de agosto de 2018 -, a Universidade se organiza para apresentar projeto de internacionalização institucional. Este irá considerar o diagnóstico, o potencial de captação de recursos, áreas estratégicas e interação entre programas por meio de projetos de pesquisa.

A reunião
O pró-reitor Flávio Demarco iniciou apresentando o diagnóstico institucional a partir de bases de dados governamentais, destacando a posição da UFPel em relação a outras universidades. Na sequência, os coordenadores de Relações Internacionais e de Pós-Graduação apresentaram o edital CAPES PrINT e frisaram a necessidade de a proposta ser construída em torno de um eixo temático sobre o qual os programas podem dialogar e elaborar projetos em conjunto. Finalizando a apresentação, o reitor Pedro Hallal reiterou a relevância em valorizar os talentos e esforços já consolidados, bem como reiterou que a Câmara de Pós-Graduação é o espaço para a definição do eixo temático ao redor do qual a proposta institucional será construída.

Protagonismo da Câmara
Dos coordenadores surgiram diversas propostas de temas potencialmente fortes, pois agregavam a imensa maioria dos programas elegíveis de acordo com o edital da CAPES. O protagonismo da Câmara foi novamente destacado pelas sugestões, argumentações e contribuições visando à integração de esforços e competências das diversas áreas do conhecimento e a ideia de eixo temático emergiu consensualmente. A partir de agora, a PRPPGI enviará formulário para que os programas forneçam informações sobre os projetos conjuntos de pesquisa que pretendem desenvolver. As reuniões de trabalho em torno do projeto começam em fevereiro e, em abril, a Instituição deve submeter sua proposta ao órgão de fomento.

Publicado em 07/12/2017, em Notícias.
Publicada em 14/12/2017 | 1 acessos
Publicada em 16/02/2017 | 1 acessos
Publicada em 20/11/2017 | 1 acessos
RÁDIO FEDERAL FM

Clique para abrir em uma nova janela.