Início do conteúdo

Patrus ouve produtores e reafirma trabalho do MDA

_DSC4379Um tripé formado por crédito, assistência técnica e políticas de preços é base do trabalho do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) oferecido aos produtores do país. A posição foi reafirmada pelo ministro Patrus Ananias ao receber representantes de produtores na manhã desta quarta-feira (3), durante encontro no Centro de Capacitação da Agricultura Familiar (Cecaf) da Embrapa Cascata. O local recebe nesta quarta o Programa Territórios em Foco, realizado pelo Ministério de terça até a quinta-feira na região.

“Nosso objetivo é a produção de alimentos saudáveis e de qualidade”, disse o ministro, ressaltando a importância da agroecologia. Patrus Ananias ouviu demandas dos produtores e definiu encaminhamentos para as questões levantadas.

O ministro esteve no Cecaf da Embrapa, em Pelotas, para se encontrar com representantes do Colegiado Territorial do Território Zona Sul e com produtores da região. O encontro ocorreu durante reunião extraordinária do Fórum da Agricultura Familiar, realizado em parceria com o Núcleo de Extensão e Pesquisa em Desenvolvimento Territorial (Nedet) Sul, que é um projeto da UFPel.

_DSC4426Presentes no evento o reitor Mauro Del Pino, que representou a Universidade na mesa do encontro, a vice-reitora Denise Gigante e o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação Luciano Agostini, além de toda a equipe do Nedet, coordenado pelo professor Felipe Hermann.

Na reunião, o ministro ouviu depoimentos de representantes de vários segmentos, como pescadores, quilombolas e agricultores familiares, e depois conversou com a plateia, que lotou o auditório do Cecaf.

Patrus Ananias cumpre extensa agenda na região e às 19h desta quinta-feira (4) visita o Gabinete da Reitoria da UFPel, no Campus Anglo, quando tem encontro com a Administração Superior da Universidade.

Territórios em Foco

Para direcionar melhor as políticas públicas para o meio rural, o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) trabalha com o conceito de Territórios de Identidade. O território é formado por uma reunião de municípios que compartilham aspectos históricos, culturais, econômicos, geográficos, sociais comuns. Dentro dos territórios, a sociedade civil e o poder público se organizam em colegiados para monitorar a execução de políticas públicas para o campo.

O ministro Patrus Ananias iniciou em julho de 2015 uma série de viagens para conhecer de perto os resultados e desafios para fortalecer essa estratégia de desenvolvimento rural. Nas atividades, visitas a espaços da agricultura familiar, assentamentos, acampamentos, quilombolas, colegiados e movimentos sociais. A ideia é aproximar o poder público das comunidades rurais. A visita à Zona Sul do RS é mais uma etapa do trabalho.

Nedet

O Programa Territórios de Cidadania pressupõe a existência, em suas áreas de abrangência, de um Núcleo de Extensão e Pesquisa em Desenvolvimento (Nedet), que na Zona Sul do RS é realizado pela UFPel. Criado em outubro de 2014, o Núcleo atende a mais de 32 mil famílias de agricultores de 25 municípios, oferecendo a cerca de 120 mil pessoas assistência não somente em áreas da produção, mas também sociais, como em questões de gênero e inclusão. “Entre nossos objetivos estão a disseminação de políticas públicas às famílias e a articulação de ações de compras institucionais”, disse o coordenador do Nedet.

Foco

A Universidade, desde 2013, tem direcionado foco para a agricultura familiar. Fruto deste esforço, a UFPel foi destaque na Cúpula de Universidades do Brics na Rússia, em outubro de 2015, quando o reitor Mauro Del Pino e a coordenadora da CRInter, Letícia Ferreira, apresentaram o modelo do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) de agricultores familiares, que abastece os restaurantes universitários, proporcionando uma alimentação mais saudável, com produtos orgânicos, e que beneficia mais de 200 famílias de produtores na região.

A UFPel também faz parte do Comitê Gestor do Arranjo Produtivo Local (APL) Alimentos, com foco na agricultura familiar, na produção orgânica e no cooperativismo.

Publicado em 03/02/2016, em Destaque, Notícias.