Início do conteúdo

Três mil assistem encerramento do Festival Internacional Sesc de Música

unnamed Cerca de 3 mil pessoas lotaram o Largo do Mercado Público na noite da sexta-feira (30/01) para assistir ao último espetáculo do 5° Festival Internacional Sesc de Música. A Orquestra Acadêmica do Festival, regida por Evandro Matté, apresentou obras de compositores americanos como Villa-Lobos, Bernstein e Ginastera, emocionando o público com o Concerto “A Música das Américas”. A UFPel foi apoiadora do evento.

Luiz Carlos Bohn, presidente do Sistema Fecomércio-RS, declarou que “o Festival Sesc de Música é sempre um momento de celebração da arte, mas também de aprendizagem e de encontro de diferentes culturas, já que participam músicos de várias regiões do Brasil, além dos estrangeiros”. O prefeito de Pelotas, Eduardo Leite, também ressaltou o prestígio que os pelotenses têm pelo evento. “Pelotas abraçou o Festival. Os espetáculos lotados demonstram a relação da cidade com o evento”, complementou. No encerramento, também estiveram presentes o diretor regional do Sesc/RS, Luiz Tadeu Piva, o diretor regional do Senac/RS, José Paulo da Rosa e dirigentes sindicais e empresariais.

Durante 13 dias, Pelotas tornou-se o centro da música ao receber 42 espetáculos divididos em recitais solo, de música de câmara, orquestra sinfônica acadêmica, banda sinfônica acadêmica, ópera, espetáculos de grupos convidados, além de 21 cursos de instrumentos e canto. O Theatro Guarany, a Biblioteca Pública Pelotense e as ruas do centro de Pelotas foram alguns dos lugares que receberam as intervenções musicais, todas gratuitas.

Festival na Comunidade

Pelo terceiro ano consecutivo, o Festival na Comunidade integrou a programação. Neste ano, o projeto realizou 17 intervenções musicais em diversos pontos da cidade, como no Asilo de Mendigos (23/01), no Mercado Público (24/01) e no Hospital Espírita (26/01). Pela primeira vez, a iniciativa levou a música à zona rural, com apresentações na Colônia Santo Antônio (22/01) e na Colônia Maciel (28/01). As ações foram realizadas com o objetivo de descentralizar ainda mais a programação e possibilitar o acesso à programação a todos.

Música sem fronteiras

Além das apresentações, o Festival se destacou pelo caráter pedagógico e intercâmbio cultural, uma vez que classes de instrumentos com 42 professores renomados do Brasil e de outros países aconteceram durante todo o período. Cerca de 300 alunos – também de diferentes regiões do Brasil e estrangeiros – participaram das classes de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta, oboé, clarinete, fagote, trompa, trompete, trombone, trombone baixo,tuba, saxofone, eufônio, harpa, percussão, violão clássico, piano, canto lírico e composição.

Ao total, 41 estrangeiros vivenciaram o evento, vindos de 16 países diferentes: Argentina, Venezuela, Chile, França, Estônia, Peru, Colômbia, África do Sul, Alemanha, Uruguai, Estados Unidos, Itália, China, Bielorrússia, Holanda e Japão. Foram professores e alunos de diferentes regiões do Brasil e do mundo, que se encontram em Pelotas pela música.

Sobre o Festival – Entre 18 e 30 de janeiro, Pelotas recebeu o Festival Internacional Sesc de Música 2015. O evento contou com apoio institucional da Prefeitura Municipal de Pelotas, e apoio cultural da Faculdade Senac; da Universidade Federal de Pelotas e do Museu do Doce, da UFPel; da Universidade Católica de Pelotas; Unisinos, Bibliotheca Pública Pelotense, Expresso Embaixador e Ospa.

Publicado em 02/02/2015, em Notícias.