Início do conteúdo

Defesas de TCCs de especialização trazem a Saúde da Família para o foco

Melhorar a atenção à saúde nas Unidades Básicas de Saúde onde atuam os especializados, tendo na formação do profissional de saúde o caminho para alcançar esse propósito. Esse é o principal objetivo da Especialização em Saúde de Família, do Departamento de Medicina Social da Universidade Federal de Pelotas, que iniciou nesta quarta-feira (28) mais um ciclo das defesas dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC).

Entre os dias 28 de janeiro e 11 de fevereiro deste ano serão realizadas as defesas dos TCCs dos cerca de 300 profissionais inseridos no Programa de Valorização da Atenção Básica (PROVAB) que atuam nos estados do Amazonas, Acre, Amapá, Roraima, Piauí, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul – 140 só em Pelotas. A especialização tem foco na formação de equipes com capacidade técnica, eficientes em relação ao planejamento e gestão e competentes para a formação de vínculo com a população assistida.

As defesas iniciaram em Pelotas entre os dias 28, 29 e 30 de janeiro. Nos dias 3 e 4 de fevereiro, as defesas acontecem em Natal, RN. Teresina, PI, recebe as apresentações nos dias 7 e 8 de fevereiro, e no dia 11 é a vez de Manaus, AM.

Todas as apresentações serão transmitidas pela internet, por meio de webconferências, e, em Pelotas, as defesas também podem ser acompanhadas presencialmente no Departamento de Medicina Social da UFPel, a partir das 8h30min. A programação completa e o endereço das salas virtuais de defesa dos trabalhos podem ser acessados através do portal da especialização: http://unasus.ufpel.edu.br/site.

O curso

O curso de Especialização em Saúde da Família visa capacitar profissionais de saúde da família do SUS, promovendo a cidadania e participação social, resultando em um melhor atendimento para a população. Ele habilita os alunos a realizar uma análise sistematizada da situação das Unidades Básicas de Saúde, planejando, implementando e avaliando intervenções voltadas para a ampliação da cobertura e da qualidade dos serviços prestados à comunidade.

Paralelamente às atividades de saúde coletiva, o curso aborda de forma permanente a qualificação da prática clínica, que prevê o desenvolvimento do raciocínio clínico e do trabalho em equipe, com a resolução de casos clínicos interativos.

A especialização está dividida em quatro unidades: o aluno realiza a Análise Situacional, que identifica os problemas de sua UBS; logo após, a Análise Estratégica propõe uma intervenção para a resolução desses problemas. A seguir, a Intervenção é implementada, com o registro das atividades.

A quarta etapa é a Avaliação da Intervenção, com a preparação de um relatório – que pode ser consultado pela comunidade – sobre a evolução dos indicadores ao longo da intervenção. Finalizando as etapas, o aluno apresenta o seu Trabalho de Conclusão de Curso, que é uma compilação das atividades anteriores, acrescida de uma reflexão sobre o processo de aprendizagem.

A Especialização em Saúde da Família teve início em julho de 2011. Em três anos e meio de existência, o curso já certificou 784 profissionais, entre médicos, enfermeiros e dentistas.

Publicado em 30/01/2015, em Notícias.