Início do conteúdo

Comunidade dos cursos de Dança e Teatro encaminham demandas ao reitor

dançaProfessores e estudantes dos cursos de graduação em Dança e Teatro da UFPel reuniram-se na tarde desta segunda-feira (27) com o reitor da universidade, Mauro Del Pino, para encaminhar algumas demandas de infraestrutura dos locais de funcionamento das suas atividades acadêmicas. A comunidade apresentou solicitações de intervenções paliativas para o prédio da rua Almirante Tamandaré enquanto não começam as obras de reforma e as possibilidades de ocupações de outros prédios durante as construções.

O reitor iniciou a reunião lembrando que o ano de 2013 foi de diagnóstico para a nova gestão, mas que já foi possível buscar orçamento para realizar obras que trarão mudanças significativas, de forma a tentar equiparar os cursos de graduação em um padrão único de qualidade de instalações. A diretora do Centro de Artes, Úrsula Silva, afirmou que desde a criação dos cursos, na década passada, a comunidade enfrenta problemas na estrutura, mas que vem encontrando boa vontade na sua solução.

Uma das situações citadas como problemáticas pela comunidade dos cursos é a infestação do Tablado e demais salas dos cursos por pulgas, além da presença de morcegos nos espaços. Problemas semelhantes foram detectados no prédio da antiga AABB, que também abriga atividades. Outras reclamações citadas foram em relação às condições extremas de temperatura enfrentadas pelos alunos e professores durante o verão e o inverno.

O pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento, Luiz Osório, destacou que já foi contratado o serviço de dedetização dos espaços e que será estudada alguma situação para solucionar o problema dos morcegos. Também será buscada uma parceria com a Faculdade de Veterinária, através da área de controle de zoonoses, para outros encaminhamentos.

Entre as ações pontuadas para serem realizadas a partir da reunião estão:

– retirada dos morcegos do prédio da rua Almirante Tamandaré;

– verificação da possibilidade e instalação de aparelhos condicionadores de ar;

– ampliação do tablado da sala preta;

– construção de novo tablado, que será alocado no novo prédio do Centro de Artes;

– verificação da possibilidade de instalação de exaustores no Tablado;

– instalação de cortinas para amenizar frio e calor;

– adequação da frequência da limpeza dos tablados.

Estas ações serão tomadas, de acordo com a administração, para que sejam contempladas as atividades do primeiro semestre letivo de 2014. Sobre o próximo período, deverão ser feitas novas reuniões para adequação de espaços, já que o prédio da Tamandaré provavelmente já estará em obras, o que depende dos prazos de licitações e contratos.

Publicado em 27/01/2014, em Notícias. Marcado com as tags Centro de Artes, Dança, infraestrutura, Planejamento e Desenvolvimento, Teatro.